Queres enviar um comentário longo, desabafar, ou simplesmente conversar? Escreve para o meu e-mail: adolescentegay92@gmail.com

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Casa Pia – A opinião

Boas!!
Tenho muitas e boas noticias para vós dar, mas hoje o tema é delicado e nacionalmente notório: o Processo Casa Pia.
Bem.. nunca falei do caso… e penso que este é o momento…..
Quero antes de mais dizer, que esta é a minha opinião pessoal. Não esquecendo que, este é um blogue de cariz opinativo e pessoal. Com a Liberdade de Opinião que existe, vejo-me no momento de fazer valer um Direito meu.

Poderia estar a falar do caso pedófilo em questão ao pormenor, mas visto que não sou advogado - nem pretendo sê-lo – não faz qualquer sentido virar-me para esse lado. Fico-me pela minha opinião e parte da já famosa – Opinião Publica.
Acho que os filhos da puta de que se fala, tinham de ser todos condenados com a pena perpétua. Todos, sem excepção. Todos os arguidos que são referidos neste processo e os outros nomes que não se aprofundou na investigação e que se viriam a revelar criminosos.
Para este tipo de….. como lhes irei chamar..? Cidadãos?.. Senhores?.... ou Monstros e Desumanos?? .. ou então sujeitos que cometem “actos Libidinosos” (como diz a juíza-adjunta do processo)? Pois, acho que estes Monstros deviam ter penas mais severas, mas como o tecto de condenação portuguesa vai até aos 25 anos….. de facto, e na minha opinião, as condenações foram leves.
Eis os nomes dos arguidos e penas aplicadas aos mesmos:

Carlos Silvino: 18 anos de prisão efectiva e terá de pagar a cada uma das 20 vitimas 15 mil euros.
Carlos Cruz: 7 anos de prisão efectiva e terá de pagar a cada uma das 2 vitimas 25 mil euros.
Ferreira Diniz: 7 anos de prisão efectiva e terá de pagar a cada uma das 3 vitimas 25 mil euros.
Jorge Ritto: 6 anos e 8 meses de prisão efectiva e terá de pagar à sua única vitima 25 mil euros.
Hugo Marçal: 6 anos e 2 meses de prisão efectiva e terá de pagar a cada uma das 2 vitimas 25 mil euros.
Manuel Abrantes: 5 anos e 9 meses de prisão efectiva e terá de pagar a cada uma das 2 vitimas 25 mil euros.
Gertrudes Nunes: absolvida de todos os crimes.

Breve síntese sobre cada arguido e penas:
O ex-motorista da Casa Pia Carlos Silvino foi condenado a uma pena única de 18 anos de prisão efectiva pelo colectivo de juízes liderado por Ana Peres. Foi considerado culpado de abusos ocorridos nas garagens do colégio Pina Manique, em colónias de férias da Casa Pia e no "barracão" onde o arguido vivia, entre outras situações.
O apresentador televisivo Carlos Cruz foi condenado a sete anos de prisão efectiva. O tribunal considerou Carlos Cruz culpado de duas situações de abusos sexuais sobre menores ocorridos numa casa na avenida das Forças Armadas, em Lisboa, e pelo menos uma numa casa em Elvas. Foi inicialmente pronunciado por seis crimes, mas o Ministério Público só deu como provados três de abuso sexual e um de acto com adolescente.
O médico Ferreira Diniz foi condenado a sete anos de prisão efectiva por dois crimes de abuso sexual de menores.
O embaixador Jorge Ritto foi condenado a seis anos e oito meses de prisão. O tribunal considerou Ritto culpado de abusos em diversos locais, como uma vivenda no Restelo e uma casa na Alameda Afonso Henriques. Foi pronunciado por 11 crimes - nove de abuso sexual e dois de lenocínio -, mas o Ministério Público considerou como provados oito crimes de abuso.
O advogado Hugo Marçal foi condenado a seis anos e dois meses de prisão efectiva pelo colectivo de juízes liderado por Ana Peres. O tribunal considerou Hugo Marçal culpado de ter providenciado uma casa em Elvas, pedida à arguida Gertrudes Nunes, para que aí decorressem abusos. Hugo Marçal estava pronunciado por 23 crimes, 19 de lenocínio e quatro de abuso sexual.
Quanto ao ex-provedor adjunto da Casa Pia Manuel Abrantes, foi condenado a cinco anos e nove meses por dois crimes de abuso sexual de menores. Abrantes foi pronunciado inicialmente por 51 crimes, incluindo 48 de abuso sexual, dois de lenocínio e um de peculato de uso, mas o Ministério Público só deu como provados 16 crimes de abuso.
Já Gertrudes Nunes foi absolvida de todos os crimes de que estava acusada. O tribunal considerou Gertrudes Nunes culpada de ter cedido uma casa em Elvas para que aí decorressem abusos, mas os juízes consideraram não estarem preenchidos todos os requisitos para ser condenada pelos crimes em causa. Gertrudes Nunes respondia por 26 acusações de lenocínio (fomento da prostituição).

Queria falar em concreto de dois arguidos deste processo. Um deles é o Carlos Silvino (ou mais conhecido por “Bibi”). Acho que ele é uma vítima no meio deste crime. Não o estou a defender, mas acho que este sujeito é a cabeça deste processo. Foi graças a ele que todos os outros “Senhores importantes” vieram para cá…. Por esta razão acho que o “Bibi” – que nunca negou os crimes que cometeu – deveria ter uma especial atenção na sua pena. Ele é vitima de tudo isto, mas também é criminoso e tem de pagar pelo que fez… talvez de uma forma diferente, pois presumo que, quando ele regressar “à liberdade” irá misteriosamente aparecer morto….
Em relação ao filho da puta do Carlos Cruz, acho que esse gajo devia ter uma pena pesada, mas mesmo muito pesada… visto que o máximo é 25 anos, ele e o Ritto e os outros deveriam ter o máximo!

Todos sabemos que estes são a ponta do Iceberg e há nomes mais sonantes e mais importantes no panorama nacional que ainda não foram revelados… mas Carlos Cruz prometeu que hoje vai revelar no seu site (http://www.processocarloscruz.com/ ) o processo e aí irá se ver todos os nomes que foram proferidos no processo.
O Acórdão só será conhecido a partir de Quarta-feira (apesar das fortes criticas estupidamente feitas, por um dos dois advogados do Carlos Cruz – Ricardo Sá Fernandes).

Acho que a minha opinião fica aqui feita. Sim, está em síntese, mas não sou advogado… sou um mero cidadão revoltado com a (in)justiça feita por cá… Mais uma vez, quem tem dinheiro e influencias tem uma pena mais leve….
Alguém se lembra desta instituição, NAMBLA (http://www.nambla.org/ ) ??.....
Pois , eu lembro-me bem quando o Henrique Garcia mostrou o nome de esta e outras instituições a Carlos Cruz e como ele reagiu… ( o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=JfmbjwQx2vo&feature=related minuto: 2:06 ).

E por aqui me fico.
Agradeço a um amigo meu, advogado, que me tem ajudado a ter umas luzes mais sérias sobre este processo. A ele, obrigado.

Beijinhos!!