Em 2019, este blog comemora, 10 anos de existência! Virá TANTA coisa boa! Jantares, Ofertas, Entrevistas, Eventos, conteúdos Exclusivos e... surpresas! =P

segunda-feira, 10 de junho de 2019

3 GODS

Olá!

Podem ver, até este domingo, "3 GODS", no Teatro da Trindade (bilheteiraOnline BOL)!

Quais as vantagens de ver esta peça?
> Todos os bilhetes ao mesmo preço (10€) e sem lugares marcados;
> Sessões de Quarta a Sábado às 21h30 e domingo às 17h00;
> Tem a duração de 60 minutos e sem intervalo;
> Actores (e autor) portugueses... e giros;
> Faz-nos pensar e aprender russo.

Se eu já fui ver? Claro! E, hoje, contar-vos-ei tudinho! Se não querem spoilers, é melhor que voltem a este texto, após terem visto esta peça incrível - Rui Neto, filho, estás de parabéns pelo teu texto!
3 GODS
Hera - P'ra mesa. A comida vai arrefecer. P'ra mesa.
Ares - Já vou!
Hera - Não é já vou, é já!
Zeus - Oh, esqueci-me do vinho!
Hera - Não tem mal, eu vou lá. P'ra mesa.
Zeus - Obrigado amor.
Zeus e Hera beijam-se.

Luís Gaspar é Zeus, São José Correia é Hera e, Rodrigo Tomás... Ares. Estes, vivem em Odivelas.
Fonte: LoboMau - Produções
SINOPSE
3GODS define-se como uma metáfora para os dias de hoje, onde os deuses se tornam refugiados numa Europa em crise, pronta a colapsar (eventualmente na iminência do domínio russo), tentando sobreviver como uma família de classe média. Para além da adaptação à realidade, sofrem a mesma crise de valores que o mundo à sua volta, mergulhados em conflitos, frustrações e mentiras, numa eterna busca por resgatar a memória. É um espetáculo que parte da família, como instituição para a criação de novos mundos, e as suas falhadas tentativas na busca de identidade. Encontra âncoras dramatúrgicas na mitologia, trazendo para cena o conflito de três divindades como personagens centrais.

O que poderei dizer desta peça? Acho que é mais complexa do que pode aparentar. Acho que deveria vê-la várias vezes, para a compreender da melhor forma. Assim, este comentário, é limitado ao que consegui apanhar e fui lendo (e ouvindo) sobre a mesma.
Fonte: Rui Neto
Primeiro, nunca é de mais congratular o querido Rui Neto. A peça está muito bem escrita e, na minha opinião, é urgente reflectir sobre as variáveis "rotina", "democracia" e "Rússia". Aparentemente nada têm a ver mas... têm. O Rui, para além de ser um actor competente, é um autor inteligente. Tem uma escrita suave mas afirmativa, demonstra técnica e audácia e, por isso, coragem e ainda, um terceiro conjunto de factores, sabe o que resulta em teatro e, com isso, recorre à sua própria experiência artística. A multidisciplinaridade é, assim, uma arte exímia, exercida por poucos em Portugal e, o Rui, é capaz de o fazer e, a prova, é este texto. Este, apesar de pertencer ao conjunto de artistas nascidos no pós 25 de Abril, continua a beber de uma independência que já se viu mais, e que faz falta neste país Instagramer. Os meus muitos parabéns, àquele que vai continuar a surpreender-nos.
Fonte: LoboMau - Produções
Relativamente aos actores em palco.
Bom, a São José Correia, é uma força da Natureza. É preciso acrescentar alguma coisa? Claro, as palavras, tal como os abraços, nunca são de mais para revelar a grandeza de alguém de quem gostamos. A São José, mais do que uma actriz que tem uma performance incrível em palco, tem a capacidade de levar-nos consigo, nas suas emoções. E, nós, deixamos. Confiamos no que vemos.

O Luís Gaspar, através da figura de autoridade que lhe é imposta, pelo desempenho de Zeus, demonstra uma generosidade em palco que, vidra os presentes. Para além de ser um homem lindíssimo, é mais do que isso. Porquê? Tem uma vitalidade na voz, que lhe ficará intrínseca.

O Rodrigo Tomás foi uma surpresa. Tem uma segurança em palco que deixou-me espantado. Sabemos que, fisicamente, é uma personagem que desafia a moralidade de quem vê e, isso, podendo ser reconhecida como uma imaturidade típica da sua idade, rapidamente entendemos que é de um profissionalismo reconhecido pelos pares. Este é, para mim, a maior revelação.
Em traços gerais, os actores mostraram estar ao nível do texto de Rui Neto. E isso é bom.
Fonte: LoboMau - Produções
Sobre a proposta politico-filosófica de Rui Neto, há muito a dizer. Acusa-lo de fascista ou comunista é redutor, quando o que está em análise, parece-me, algo muito maior que isso.
A ideia, apesar de boa, não me parece inteiramente nova. Já não se inventa a roda, é sabido, mas é possível parti-la (by Daenerys) e, aqui, parece ter sido dada uma "mocada" nessa história orwelliana, Mil Novecentos e Oitenta e Quatro (ver aqui). A arte serve provocar o pensamento e, com este texto, isso é possível. É, assim, um rasgo de criatividade, com boa fundamentação do século XX.

Inicialmente, a estória parece-me confusa e cheia de repetições mas, só depois, é que dou conta que tudo faz parte - somos levados para a casa, e vida, do John, Jane e Ted, que vivem em cima do café do Ulisses. Acompanhamos os desejos de Zeus, os ciumes de Hera, e os premonições de Ares. A estória ganha muito com a componente cómica, e com os "desastres" que vão acontecendo a tod@s que aproximam-se de Zeus e, em simultâneo, revela-se o crescimento de Ares e a sua vingança.

Contudo, Rui Neto, traz consigo as questões de mobilidade, tão em voga nos nossos dias. Porquê Odivelas? Porque a questão do pater familias é tão relevante no Sul da Europa? Qual o papel da mulher na sociedade e, porque motivo, esta não assume a sua força? A velha questão mundana de "cobiçar a mulher do próximo"? E as expectativas que temos em relação aos filhos? E os afectos? E, por fim, independentemente da língua que possamos falar, a nossa forma de agir permanece.

É preciso ter cuidado quando abordamos o tema da Identidade, enquanto parte de uma cultura/subcultura ou de um país. A Identidade de um país é, tradicionalmente trazida à tona por nacionalistas de esquerda e de direita e, com isso, a ideia sebastianista de um Salvador. Sou, assim, evidentemente contra a ideia de Identidade como factor karmico de um Povo (querem melhor exemplo que o de Israel?). A Identidade é uma tema difícil e, muitas vezes, evitável.
Fonte: LoboMau - Produções
Não quero com isto dizer, naturalmente, que há temas (e outros não) que devem servir como base para a criação artística. Apenas realço a importância pedagógica, que a cultura pode desempenhar, através de um lugar de destaque atribuído pela Sociedade. Deste modo, sou levado a concordar com o eu lírico presente na estória - já vivemos estes tempos, a partir do momento que já usamos várias expressões de outros países e, nem por isso, somos "descaracterizados culturalmente". Um bom exemplo disso é França. A meu ver, Rui Neto, deve continuar a desenvolver os seus pensamentos, independentemente de tipos como eu, dissermos o que quer que possamos dizer. Acredito, convictamente, que Rui Neto continuará por aqui, a apresentar as suas ideias Nostradamus e, isso é tão bom! Esta peça, que seja a semente de novos textos, com que seremos brindados futuramente!

E eu a pensar que ver-me-ia nestes preparos, numa luta de lama, com Luís Gaspar... grigri grigri




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

P.S. - Porque motivo é que não soube do casting para fazer de Hera? Coitada da São José, teve que o beijar tantas vezes... =/

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Vem ao 10º Jantar da Blogosfera!

Olá, boa noite!

É já dia 29 de Junho, que acontece o 10º Jantar da Blogosfera! E tu, vens?
Já está muita coisa preparada: o restaurante já está escolhido; este jantar foi divulgado, no facebook
de várias instituições LGBT portuguesas; e ainda - não menos importante -, existe adesão de leitores da blogosfera (e não apenas autores). Claro, para além disto, há surpresas a serem "cozinhadas"! =P

Em 2016 aconteceu o 7º Jantar, em 2017 o oitavo, no ano passado o nono, e como as coisas boas são para se repetir, continuamos a reservar o mês do orgulho gay - Junho! Dia 29, é dedicado aos media!
A autoria deste banner é da leitora Magg. Obrigadooo! =)
Tem sido fantástico, ao longo destas mais de 10 semanas, ver a adesão e interesse de tantos e bons bloggers que, muitos deles, nem sabia da sua existência. Tenho percebido que, muitos para além de mim, têm o mesmo interesse em reunirmos para passarmos uma noite cheia de boa conversa, comida, e fazer novas amizades - este é o mote do jantar, já aceite por vários autores da nossa praça!

Queres saber quais os blogs que vão ao jantar?! Pois, mas só saberás ao ires jantar connosco! =P

Onde será o jantar? Ainda haverá algo depois disso?
Só será anunciado publicamente o local, depois do jantar se realizar. Mas uma coisa é certa: é num ambiente acolhedor, e bem dentro de Lisboa! Claro que sim, está planeado irmos a um bar e/ou discoteca (mas só vai quem quer, naturalmente)! =D

Quem pode inscrever-se para o jantar?
Não importa se és branco ou pretohomem ou mulherheterossexual ou homossexualblogger
ou leitor - é um jantar de pessoas, onde apenas existe um pré-requisito: boa disposição!

Eu sou de longe, não tenho nenhuma "desculpa" para ir a Lisboa...
Neste dia, na capital portuguesa, haverá a Marcha de Orgulho LGBTI, organizada pela ILGA Portugal!

Mas posso inscrever-me até quando?
Bom, já te devias ter inscrito, certo?! Mas vá, tens até dia 24 de Junho para enviares e-mail
( adolescentegay92@gmail.com ) a indicares-me a vontade em participar no jantar e aí, tudo será combinado por mensagem! Podes e deves trazer a tua cara metade, ou um amigo, até porque isto é simplesmente... um jantar de pessoas divertidas, conversadoras, e que gostam de conhecer pessoas!

Sei que não vais querer faltar, pois eu e outros já confirmamos presença!
Este será o último evento do mês de Orgulho LGBT Português! Envia-me já um e-mail!

A noite de 29 de Junho será memorável pois... "dos fracos não reza a História"!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Mix & Match + Phosphor Line Modus Vivendi

Boas!!

Junho - a época mais Gay do ano! Este mês, a Modus Vivendi, quer que cada um de nós, estabeleça novos padrões e que, cada um de nós, expresse livremente a sua diversidade, a partir da sua roupa íntima. Vamos, todos juntos, quebrar as normas na moda e trazer a diversão através do design! =D
Saibam mais sobre estas cuecas
E para deixarmos o tradicional no passado, a Modus Vivendi trás-nos algo completamente jovem e divertido! A primeira colecção, é para ser usada no escuro (em casa ou noutro local... [sejam originais, por favor!!]) e, a segunda, na piscina (ou praia) onde passarão vários dias deste... Verão!
Saibam mais sobre estas cuecas
Gostam deste nuestro hermanito? Este modelo chama-se Here Curro, e este é o seu Instagram! A sessão de fotos foi tirada mesmo aqui ao lado e, claro, estas peças são ideais para o tempo quente!
Se o néon nos anos 80 é nostalgia e, nos anos 90 é vibe, em 2019 é ousadia, sexo e imaginação!
Saibam mais sobre estes boxers
linha Phosphor, é composta por cuecas (em vários modelos) e boxers. Esta colecção, desafia-nos a escolher entre as cores amarelo, azul, aqua e roxo e, a fita da cintura, é fluorescente! O tecido utilizado é o elastano algodão, o que proporciona uma sensação de frescura e também de Verão! =)



E de Espanha vamos para... Espanha! Sim, à semelhança do mês passado, estas tuas linhas também foram fotografadas aqui ao nosso lado! A Península Ibérica, está cada vez mais presente nas inspirações desta marca Grega e, só esperemos que continue assim! Portugal, está para breve...!
Saibam mais sobre estes boxers
Aiiii com caralho! Estes dois tipos são tão fodidos!!! Credo, acho que estou a ter uma ejaculação ocular!! O que é totalmente depilado chama-se Juan Tosco (eis o seu Instagram) e, o que é aparadozito, é o Ricardo Lorenzo (o seu Instagram). Hmm, pensando bem, fico com ambos!
Saibam mais sobre as cuecas da esquerda e sobre as cuecas da direita
A linha Mix & Match, é composta por cuecas, boxers e calções. Está disponível em várias cores mas, independentemente da mesma, é feita a partir de um tecido de secagem rápida, material esse, de alta qualidade. Em relação ao logótipo da Modus Vivendi, este encontra-se numa zona bem discreta. =)
Saibam mais sobre estes calções
Como prometido em Setembro, onde mostrei-vos como são os pacotes que chegam ao destino que escolhemos, quando fazemos a nossa encomenda, é a vez de revelar a nona peça que...
Cuecas azuis, tamanho M, linha Broaded - frente
... a Modus Vivendi ofereceu-me! É da nossa conhecida colecção Broaded!! =P
Cuecas azuis, tamanho M, linha Broaded - verso
Estes meninos, só se querem divertir... estou a ver... Vamos andar às cambalhotas? Vamos vamos??




Beijinhos e portem-se mal!! ;)