Até 4 de Agosto, participa por e-mail, no passatempo da Modus Vivendi, onde poderás GANHAR 120€ em produtos à tua escolha! Aceitas o desafio? =P

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

O chupa-nação

Oi!

Há uma semana, foi declarada a intervenção militar no Rio de Janeiro. Brasil, continua a ser um país com extrema corrupção onde o seu golpista, continua a fazer sangue nas ruas do nosso País Irmão.
Tristemente, tenho-me debruçado sobre os graves episódios em que aqui, em Portugal, nem se nota: por interesses políticos e cobardia editorial nas nossas televisões e jornais. O Brasil, continua a ser governado por corruptos evangelistas, que estão a transformar o maior país da América Latina, numa vala comum para todos aqueles que habitam aquele maravilhoso país, cheio de cultura e de gentes!
A escravatura (ainda!) existe no Brasil
Ao longo destes meses, o filho da puta do Temer, continua a pôr em prática as suas ideias de merda, onde o único visado é sempre o povo, o trabalhador, o que tem de pôr jantar na mesa da sua família e assim, a Escola de Samba Paraíso do Tuiuti (o Grémio Recreativo Escola de Samba Paraíso do Tuiuti, como o nome já diz, tem a sua origem no Morro do Tuiuti, em São Cristóvão; nasceu em 1954 a partir fusão das escolas Unidos da Tuiuti e Paraíso da Bainas), que acabou por ficar em 2º lugar, fez uma critica clara à sociedade brasileira, onde apenas enumero 3 pontos: o vampiro que trajava com uma faixa presidencial, é uma clara alusão ao Presidente Michel Temer; os manifestantes-fantoches, são uma alusão ao impeachment de Dilma Rousseff e; os escravos chicoteados e as carteiras de trabalho, são a critica à Reforma Trabalhista do actual presidente. Podem ver o desfile completo aqui.



Infelizmente, após a posse de Temer, o Brasil mergulhou num Estado de Direito não-democrático, onde apenas o Estado existe para alimentar os bolsos sem fundo dos fascistas e moralistas corruptos brasileiros. A escumalha de Temer, tem feito atrocidades várias e eu, dentro das minhas limitações, tento ao máximo divulgar - porque o Brasil, precisa de toda a ajuda que lhe possa ser prestado.

O poder dos fazendeiros continua a ser enorme. Com o apoio de todos os deputados que apoiam o Presidente, a Amazónia continua a morrer dia após dia. A problemática dos Índios continua a não ter solução e, os maus tratos contra os animais continua a existir aos olhos de todos os brasileiros.
Os militares já estão nas ruas do Rio de Janeiro
E mais. Faz hoje uma semana que foi publicado o Decreto 9.288/2018, onde afirma que até ao final do ano, o Rio de Janeiro vai ter militares na rua e serão eles que irão mandar nas outras autoridades estatais, como a polícia e o sistema prisional. Bom, sabemos todos que os militares são, por excelência, o garante do regime e, neste caso, é a força musculada do governo de Temer.

Contudo, os incidentes recorrentes no Estado do Rio de Janeiro, não vai lá com o Exército - só através de uma verdadeira integração, trabalho, e respeito pelo povo, é que as coisas podem mudar. Só através da educação e do controlo efectivo da droga e da corrupção, é que o país pode melhorar. Os militares na rua a desautorizarem a polícia, significa apenas uma coisa: a ditadura militar persiste, e é Temer que a sustenta. O exército é para estar nos quartéis, não no meio de civis. Brasil aos brasileiros.



Fiquem com a letra do samba do Paraíso do Tuiuti:

Irmão de olho claro ou da Guiné
Qual será o valor? Pobre artigo de mercado
Senhor eu não tenho a sua fé, e nem tenho a sua cor
Tenho sangue avermelhado
O mesmo que escorre da ferida
Mostra que a vida se lamenta por nós dois
Mas falta em seu peito um coração
Ao me dar escravidão e um prato de feijão com arroz

Eu fui mandinga, cambinda, haussá
Fui um rei egbá preso na corrente
Sofri nos braços de um capataz
Morri nos canaviais onde se planta gente
Ê calunga! Ê ê calunga!
Preto Velho me contou, Preto Velho me contou
Onde mora a sengora liberdade
Não tem ferro, nem feitor

Amparo do rosário ao negro Benedito
Um grito feito pele do tambor
Deu no noticiário, com lágrimas escrito
Um rito, uma luta, um homem de cor
E assim, quando a lei foi assinada
Uma lua atordoada assistiu fogos no céu
Áurea feito o ouro da bandeira
Fui rezar na cachoeira contra bondade cruel

Meu Deus! Meu Deus!
Se eu chorar não leve a mal
Pela luz do candeeiro
Liberte o cativeiro social
Não sou escravo de nenhum senhor
Meu Paraíso é meu bastião
Meu Tuiuti o quilombo da favela
É sentinela da libertação


Porque no Brasil, (ainda!) há gente com fome.




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Polpetta - Almondegaria Artesanal

Olá, boa noite!

Fui jantar ao Polpetta - Almondegaria Artesanal. Isto é, fui comer almôndegas...e das boas! O Polpetta abriu em Novembro de 2016, e tem vindo a revelar-se um local que tem mantido a qualidade ao longo dos tempos, apesar de ter actualizado o seu menu, face aos gostos dos seus consommateurs.
Puré de batata, Couscous, Polenta frita, Massa fresca, e almôndegas...
Localiza-se nos Anjos, numa paralela à famosa Almirante Reis. É um local discreto, e por fora jamais daríamos conta da sua atmosfera. Mal entrei, apesar de estar a abrir para o jantar, fui recebido por uma jovem naturalmente sorridente, onde deu-me a escolher a mesa. "No cantinho.", disse eu. Lá fomos, éramos 4. Sentamo-nos confortavelmente e fizemos o nosso pedido. Visto que nunca tínhamos lá ido, a moça ajudou-nos a escolher e, visto que queríamos provar as várias opções, ela recomendou-nos que fosse um jantar partilhado - aceitamos no imediato! =P
Para acompanhar o meu jantar, escolhi uma limonada
Escolhemos almôndegas de frango, novilho, porco e ainda a especialidade do mês. Cada uma das opções, vinha a acompanhar com um molho pesto, iogurte, cogumelos, e tomate. Para acompanhar estas iguarias, resolvemos mandar vir puré de batata (com um sabor... nem a minha mãe faz melhor!), couscous (bem bom!), massa fresca (nota-se bem a diferença entre massa fresca e o esparguete de pacote) e ainda... polenta frita (que estava super estaladiça e mega saborosa!)!! =D
O cheesecake de caramelo salgado estava uma delícia!!!
No fim, a sobremesa. Este cheescake estava uma maravilha! Quando terminamos, resolvemos partilhar com a rapariga que nos atendeu a noite toda (já vos disse que era super simpática e querida?!), que tínhamos adorado e que tinha sido uma óptima surpresa. Ela então desafiou-nos a dizer aquilo ao chef que é o proprietário da Polpetta... claro que o diríamos! Veio então o João Fonseca, o jovem que trocou arquitectura pela cozinha, trazendo para Portugal este conceito tão saboroso e reconfortante... Após falarmos um pouco com ele, lá voltou para a cozinha (tinha que servir as restantes pessoas que entretanto encheram o espaço). Este restaurante tem vários aspectos positivos: é familiar, tem brio, interessa-se pelo cliente e, o mais importante... tem bolas! =)

Vou lá voltar, e em breve! Tem uma cozinha mais do que livro-de-receitas, tem aquele toque de mãe que sempre dá um sabor distinto e memorável à comida. Esta que comi, recordou-me não a minha mãe, mas este espaço que ficou na minha memória, e tenho que lá voltar (mais que não seja, pelo puré de batata). É bom, bom, bom! Vão com um pequeno grupo de amigos, e prometo que vão gostar!

Depois de um jantar incrível, é hora de queimar as calorias, abanando o rabooo (a Eurovisão anda aí)!!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

9º Aniversário

Olá rapazes!

Este blogue fez 9 anos na 4ªfeira e hoje, é altura de fazer um pequeno balanço desta quase década de escrita, claro, será ao som de uma mulher linda, poderosa e... gostosa ! Mas, vamos lá começar pelo início. Vamos passar pelas 5 etapas e, depois, vamos todos festejar este momento. Boa? Boa!! =D

Estou a chegar!

Quando comecei este blogue, há 9 anos atrás, foi um momento de libertação. Comecei a ter net em casa há menos de um ano e, após a descoberta deste mundo-à-distância-da-nossa-imaginação, foi naturalmente o momento de querer encontrar pessoas "como eu". Não queria aqueles casos de sucesso, porque como todos nós sabemos, nenhuma vida é perfeita e só de momentos áureos - a vida é aquilo que é, com longos caminhos no deserto, e momentos pontuais de felicidade (sejam eles passados à mesa, num passeio, ou numa incrível conversa).

Após descobrir vidas normais, escritas por pessoas normais, em blogues normais, resolvi tentar encontrar jovens da minha idade, que também fossem gays. Não encontrei nenhum. Em 2009, não havia nenhum blogue gay (ou bi) de adolescentes... tudo o que havia era já de pessoas adultas o que, convenhamos, não era exactamente a mesma coisa. Não havia, de forma clara e inequívoca, blogues gays feitos por jovens adultos. Após semanas de maturação da ideia, resolvi escrever o meu primeiro texto. Cheguei, e fui o primeiro adolescente, assumidamente gay, na blogosfera portuguesa!


Fui levado às alturas!

Agora, não serei modesto. Este blogue, foi um grande sucesso no seu início. A blogosfera fervilhava todos os dias e, fui muito bem recebido pela maioria dos bloggers à época. Nunca tive cunhas nem padrinhos. Nunca ninguém ajudou-me a ter visitas ou a promover-me. Ia escrevendo e as pessoas iam aparecendo e, curiosamente, ficavam. Naquela época (2009/2010), havia blogues excepcionais, com uma qualidade e entrega dos seus autores... irrepreensível. Mas a grande época dourada terminou.

Contudo, antes disso, brotavam com alguma frequência, naquele período, vários blogues de "adolescentes gays" ora: "Mais um adolescente gay"; "Adolescente bi", e tantos e tantos nomes do género. Surgiram vários a seguir ao meu e, inclusive, houve um blogue igual ao meu onde o autor, pegava nos meus textos e "romanceava"... curiosamente, esse blogue terminou, como tantos outros. Nunca importei-me com aqueles que inspiravam-se em mim (ainda hoje não me importo), já o dizia aquando do 1º ano de existência deste espaço. Fui muito criticado, por poucos, no que diz respeito à minha forma de escrever (descontraída), nunca fui de amizades fáceis. Aliás, tal como escrevi no 2º ano de existência do blogue: "Quero que as más línguas se fodam!" E mantenho o que disse! =)


Continuar a caminhar, sempre!

Durante o tempo em que namorava, acabei por não me dedicar tanto a este blogue. Passei por alturas difíceis, e outras alturas mais fáceis, mas todas elas fazem parte do processo de crescimento e evolução. Assumi que sou gay aos meus pais, de uma forma terrível e traumatizante mas... o que importa é continuar sempre, nunca deixar de caminhar. Perceber onde nos enganámos, mas é essencial que nunca deixemos de ser aquilo que somos: por mais que a vida nos possa dar porrada, temos de levantar-nos e continuar na direcção que os nossos pés nos levam.


Os melhores anos da minha vida (bloguística)! 

Os melhores anos da minha vida, enquanto blogger, não são aqueles onde tinha "bués" comentários, ou onde os meus textos serviam de mote para textos de outros blogues. Não, nada disso. Os melhores anos da minha vida bloguística, são os actuais. Aliás, são os futuros. São aqueles que hão-de vir. A época dourada dos blogues terminou, mas a vida continua a ser alvo de leituras e partilhas... já não nos meios mais tradicionais mas... continua na moda. A blogayesfera portuguesa, estava com a pulsação muito fraca, quando voltei do fim da minha relação. Aí, pensei em terminar com o blogue, pois os meus "ídolos" já tinham desistido de escrever.

Pensei em reinventar-me. Escrever com mais frequência, com mais brio, comecei com as parcerias e trouxe novamente para a moda os encontros da blogosfera e sim, hoje em dia a blogayesfera portuguesa está bem melhor mas... irá ficar MUITO melhor, basta cada um de nós continuar a contribuir da melhor maneira. Obrigado a todos. Obrigado a quem me lê há tantos e tantos anos. Obrigado aos novos leitores. Obrigado aos futuros leitores. Obrigado a todos vocês - se não estivessem aí, isto não teria piada nenhuma! Obrigado a todos vocês, de coração! =)


Precisas de mim? Liga-me!

Todos aqueles que, ao longo destes anos, aproximaram-se de mim, pedindo ajuda, ou para conversar, sempre colaborei e, continuo a fazê-lo. Respondo a todos aqueles que chegam até mim. Sempre respondi, e irei continuar a responder. Há coisas que nunca mudam entre as quais, a interacção com os meus leitores. Alguns deles, têm o meu número de telemóvel e, caso precisem de mim, estou aqui (é que estou mesmo: eu durmo com o telemóvel ao meu lado e, com som; e já apoiei quem precisou de mim em horas bem noctívagas). Mesmo que não tenhas o meu número, manda-me e-mail (adolescentegay92@gmail.com).

Não sou, nem nunca fui, pessoa de ressentimentos. Quem me fez mal, fez, e sigo em frente. Se há alguém me me deve um pedido de desculpas aqui estou eu, e se elas forem sinceras, perdoarei (quem nunca errou?!). A vida faz-se de enganos sucessivos, e de abraços de amizade. A vida faz-se de apoios, de conversas, e de perdões. Não importa a quem tenhas de perdoar, mas se o fizeres alguma vez, não faças pelos outros, mas por ti próprio. Tem amor próprio, e só depois terás pelos outros.

Não importa quem sejam, nem quão longe estejam de mim. Estou aqui para todos vocês. =)


E, para o ano, festejo 10 anos de blogayesfera*!!!! Weeeeeeeeeeeee!!


Porque sinto-me uma "Daiana Rosssseeeeee"!! =D Toca a abanar esse raaabooooo!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

* - O 10º Aniversário deste blogue, já está a ser preparado! Vai dar que falar, isso asseguro!! =P

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Surreal Line Modus Vivendi

Olá Olá!

Salvador Dalí foi a inspiração para a nova linha da Modus Vivendi! O surrealismo de Dalí, torna esta linha excessiva e moderna, feita com paixão e amor extra - é moderna, excêntrica, e dandy! O modelo chama-se Alejandro Bueno (lá isso é! =D), e querem ver mais fotos dele? Estão no Instagram!!! =P
Saibam mais sobre estes boxers
Linha Surreal é composta por cuecas, cuecas sem fundo, boxers (tecido de algodão e elastano), camisolas de manga à cava (tecido de algodão elastano), e ainda têm meggings (tecido de poliamida e elastano)! Assim, a linha inclui não só roupas íntimas, mas também roupas a usar para o desporto! =D
Saibam mais sobre esta camisola de manga à cava e boxers
A abordagem experimental com cores e formas inspiradas pelo trabalho de Dalí e, principalmente, pelos relógios a derreter, mostra a intenção revolucionária da Modus Vivendi, e a atitude de sonho.
Esta produção foi feita aqui, mesmo ao nosso lado: em Madrid! Quando chega a vez de Portugal?...
Saibam mais sobre as cuecas cinzentas e cuecas vermelhas
Como prometido no mês de Agosto, onde mostrei-vos como são os pacotes que chegam ao destino que escolhemos, quando fazemos a nossa encomenda, é a vez de revelar a sexta peça que...
... a Modus Vivendi ofereceu-me, é da linha Polkadot! Vá, agora terão um dia cheio de pinta! =P
Para quem faz desporto de forma amadora ou profissional, pode adquirir produtos da PROZIS
com 10% de desconto em todo o site através do código AG10!!! Vá, poupem dinheiro!

Será que também posso ajuda-lo a pôr creme no corpo?.. Eu vou!! Eu vou!!!! =D




Beijinhos e portem-se mal!! ;)