Em Setembro, há NOVIDADES! Nova Parceria, Passatempos, e o início das inscrições de mais um evento da blogosfera portuguesa! =D

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Férias 1ºSemestre

Boa noite!

Bem, já há muito que não escrevia sobre a faculdade...!

Há que começar por dizer que, tenho um misto de amor/ódio pelo meu curso. Tal como já disse anteriormente, os professores são globalmente incompetentes e, sobre os colegas... já não me dou com praticamente ninguém.

Não consigo perceber, por mais que tente, a situação das invejas, má educação, rancor - pura maldade... No fim do semestre, já fazia um esforço enorme para ir para as aulas (só me apetecia faltar) - na maior parte das vezes, entrava mudo e saia calado - falo com uma ou duas pessoas.

Não tinha a noção da enorme competição que, algumas pessoas têm, relativamente às notas que vamos tendo e, fazem tudo para descredibilizar alguns colegas, à frente de professores e de outros colegas. Por exemplo: tenho um colega que, em frente de um professor nosso, começou a humilhar-me com bastante afinco (a chamar-me "nomes") relativamente a uma nota que tive (5 valores e tal) e, uma outra colega minha, no fim de uma aula (e dentro da sala, com o professor lá dentro), quis bater-me... Pois, a situação está neste ponto. Apesar de me sentir tentado, não tomo nenhum calmante embora, chore com alguma frequência. Todavia, num dos últimos testes que fizemos, eu surpreendi todos (e até eu mesmo lol), tendo a melhor nota, naquela cadeira, de todo o 1ºano... ora, mais um motivo para engolirem em seco e deixarem de me falar. Juro que não percebo - eu não faço isso a ninguém. Por tudo isto, apetece-me frequentemente não ir às aulas e, se vou, estou na minha e não finjo sorrisos - até porque, posso ser tudo, menos hipócrita.

Tenho noção que não sou um bom aluno. Estudo pouco ou nada e, isso acaba por se reflectir nas notas. Chumbei a duas cadeiras - uma delas tinha muitas contas e, outra, nem tanto lol O resto, safei-me. Pensei em fazer melhoria a uma ou duas cadeiras (tinha a noção que conseguiria subir alguns valores) mas, como não sei se me manterei neste curso no próximo ano, resolvi manter tudo como estava. Para as cadeiras que chumbei, não apareci nos exames finais... não achei que ia melhorar.

No meu dia-a-dia, passo quase todo o tempo na cama, a dormir. Levanto-me para arranjar-me e ir às aulas, como e volto para a cama... durmo imenso... porém, nos últimos dias de aulas, cheguei a dormir 2 e 4 horas por dia, dias seguidos. Entre os meus "estados de espírito", tento dar o meu melhor.

Andar na faculdade também tem-me permitido descobrir melhor os pontos pontos fortes e fracos. Descobri, que sou muito bom a apresentar trabalhos, pontos de vista, etc etc etc mas, aquando das orais, sou uma nódoa.... fico extremamente nervoso e bloqueio...  tive orais com júri de uma pessoa e de duas pessoas, com publico... bahh... não, orais não é de todo o meu forte, apesar de saber a matéria... bahh... depois, desci a pique... motiva muito tentar ser bom aluno se depois, nas orais, desce-se... =(

Por fim, certamente lembrar-se-ão, do gay que estava na minha turma e que, depois de ter conversado com ele, deixou de me falar... pois, ele apareceu apenas uns dias e deixou de ir e nem apareceu nos exames. Seguindo - contudo, há algo que devo dizer que, na altura não disse: recordam-se que gostava bastante dele? Então, uma vez, resolvi ser cabrão. Como? Ora, ser cabrão é tãoooo simples: levei umas calças bem justinhas (tamanho 38) e, tal como sabem, tenho "cu de preta" (camisa por dentro das calças e tal...)... naquele dia da semana, tínhamos de subir escadas e, o que eu fiz? Pus-me à frente dele e, subia as escadas de uma forma... como poderei dizer.... sexy?! XD Cheguei a apanha-lo a olhar fixamente para o meu rabo, mas fingia que não via nada. Nesse mesmo dia e como era habitual naquela sala, sentava-me exactamente na direcção dele e, quando acabou a aula, levantei-me e, virei-me naturalmente para arrumar a cadeira, esquecendo que ele podia estar a mirar-me "os bolsos de trás" e, apanhei-o a "babar-se", no qual eu nada disse (agi normalmente, como se não visse nada), mas ele teve necessidade de se explicar:"Ahh... tens as ancas largas....." WTF - ancas largaras? Mal ele acabou de dizer aquilo, engoliu em seco, pois apercebeu-se da merda que tinha dito, mas eu respondi, "Não tenho ancas largas. Sou naturalmente assim..." eu a provocar, néh?! XD Ele disse a sorrir, "Pois!". Enfim, já é carta fora do baralho. Psst?? Neeeexxtttt!

Porque esta música motiva-me tantoooo, antes de ir para as aulas!
(E o 2º Semestre, começará em breve!...)




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Assobio gay!

Olá!

Na semana passada, tive um piropo na rua. Fui assobiado de forma... constrangedoramente gira mas, já lá vamos (processar por um piropo? Pelo amor de deus  - quem aprovou tal coisa tinha falta de sexo! Ainda mais falta de sexo do que eu - agora imaginem! Ahahahah)!

Nada melhor que começar o dia nas Finanças e lá, perder imenso tempo. Quando consegui despachar-me fui para o metro (com chuva) e, tive uma miragem do Olimpo! Um jovem, com uma camisola com capuz mas sem mangas... a notar-se cada músculo do braço..... OMG! Visto que ele vinha atrás de mim, resolvi ir atrasando o passo para conseguir vê-lo mais de perto. Já na plataforma, ele estava sentado e fui ter à direcção dele mas..... meu deus - naquela carinha era impossível ter mais uma borbulha - tinha a cara vermelha de tantas borbulhas; credo, a puberdade foi horrível para algumas pessoas. Já dentro do metro, não parávamos de nos olhar mas, durou pouco tempo - saiu na paragem a seguir! =(

Uns dias antes, tinha marcado um almoço com um amigo meu - já não estávamos juntos desde o Arraial Pride e, resolvemos encontrámo-nos para falar das nossas vidas mas, foi o oposto. O objectivo era irmos almoçar à faculdade dele (pois era mais barato e bem servido [mentira, mas já lá vamos lol]) e irmos falando. Chegamos lá num ápice e, o que deu para falar no caminho, foi banalidades. Lá tinha que se encontrar com uns colegas que... acabaram por almoçar connosco! Ya, era para ser só nós dois e os colegas dele comeram connosco, com a vantagem deste meu amigo ter logo dito a eles que eu era gay.... fiquei constrangido mas, agi com naturalidade (que outro remédio tinha?!).

Onde fomos comer, por 2,50€, foi horrível... mas teve que ser. O grupo até se tornou fixe - éramos 3 gays e duas heteros e, durante todo o almoço, falamos sobre... depressões! Uma das heteros, com 33 anos, estava a dizer que estava medicada e que o companheiro dela não a percebia. Eu comecei a concordar com ela e, ambos, começamos a enumerar os efeitos secundários da medicamentação (como diria a tia Maya) e, um deles, é a falta de libido durante bastante tempo. Durante a conversa, percebi que o companheiro dela também já tinha tomado Fluoxetina. O resto das pessoas, tentavam compreender os efeitos secundários e faziam-nos perguntas; nós, íamos naturalmente respondendo a tudo, sem complexos!

Quando íamos para a faculdade onde íamos almoçar, ele sai-se com esta "Tu estás igual". Eu fiquei WTF!!? Odeio que me digam "Estás igual." e perguntei-lhe se "estar igual" é bom ou não, visto que já várias pessoas me disseram isso... Ele responde: "Não é bom nem mau... estás igual.".... Já sabem como sou, fico logo de orelha em pé!!...  E ele continuou: A mim dão-me trinta e tal anos e tenho 24.... Eu respondi: Pois, mas isso é da tua barba, tatuagens, ar sisudo!... Pronto, já sabem - estou igual!! -,- Grrrrrrr!!

Já no fim do dia, estava eu a ir para a paragem do autocarro, para vir para casa e "tudo aconteceu"! Estava eu a atravessar calmamente uma passadeira (que estava sinal verde para os peões) e, de repente chega ao pé de mim um carro com alguma velocidade... (Épah, assustei-me lol) e ele pediu desculpa e avancei. Estava eu a chegar ao fim da passadeira, ele segue com o carro e, quando está a passar por trás de mim, assobia... mas não um assobiou qualquer - era um assobio de engate (este assobio aqui)! No momento, apeteceu virar-me para trás e olhar para o homem mas, com medo de que ele estivesse a gozar comigo, não o fiz e continuei em frente. Mas, parecendo que não, acabou por animar o meu final de dia! =)

Porque esta música vem mesmo a calhar (e é bastante gira)! XD




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Eu voto Sampaio!

Olá!

há muito que penso nas Presidenciais e, em quem vou votar e já decidi.
Domingo, dia 24, irei votar, Sampaio da Nóvoa!

Esta decisão não foi fácil mas, como eu não votaria na Maria de Belém (e todos os outros candidatos não me dizem nada) e, o Marcelo Rebelo de Sousa fez uma péssima campanha, votarei no Nóvoa... quem sabe não dá para uma segunda volta?! =/

Nos últimos tempos, tenho estado mais atendo à campanha do Sampaio e a ver as suas entrevistas e debates e, tenho gostado bastante do que tem dito. Ele não tem experiência governativa, apear de conhecer muitos políticos. Penso que, entre os candidatos, ele será o mais potencial Presidente da República e, se assim for, melhor para todos nós.

Ele tem inúmeros apoios públicos, ora vejamos alguns: Isabel do Carmo, Ramalho Eanes, Ana Drago, Rui Tavares, Isabel Canavilhas, Mário Soares, Pilar del Rio, Jorge Sampaio, Teresa SalgueiroJorge Miranda...
Agora só basta decidirem o vosso voto e ter noção que é para 5 anos...
Eu já decidi, ponho a minha cruz no António Sampaio da Nóvoa.


Porque (Jorge) Sampaio apoia Sampaio (da Nóvoa)?




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

P.S. - É impressão minha, ou os dias já estão a ficar maiores?!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Estados de Espírito

Oiiiiii!
Como ides?

Hoje, falarei de como me tenho distraído e, como está a situação cá de casa.

Por volta do meio do semestre, comecei a ficar um bocadito em baixo e, arranjei uma maneira de me auto-motivar a ir para as aulas. Como? Ouvindo música ritmada, que se possa cantar e, assim, animar o dia! E, sabem que mais? Tem resultado!!!! xD

Mas, também cheguei à conclusão que, a minha vida era casa-faculdade e, faculdade-casa e que precisava de me distrair - afinal de contas, estou em Lisboa! Então, comecei a investigar e, comecei a ir a alguns eventos: conferências, debates, inaugurações, entrega de medalhas e por aí fora. Isso, para além de me esforçar a pôr-me jeitoso e a conhecer pessoas (mesmo que circunstancialmente), tenho conhecido sítios em Lisboa que, de outra forma, não teria como conseguir.

Sobre a minha família, soube dia 5 que, um tio meu (cunhado do meu pai), na passagem de ano, teve um AVC seguido de trombose e teve morte imediata. Visto que, depois de tudo o que aconteceu com os meus pais, eu e a minha mãe, deixamos de falar com a família do meu pai, excepto esta minha tia e o seu marido. Por recomendação desta recente viúva, não deveríamos ir ao funeral - e assim foi. Mas, o meu irmão veio... não tendo vindo ao funeral do nosso avô materno... enfim!

Cá em casa, nos últimos tempos, já houve de tudo: comprador de última hora, acção de despejo, negociações - mas vamos por partes! Quando tínhamos um comprador para a nossa casa, resolvemos ir ao banco da minha mãe, ver as possibilidades de renegociação etc etc etc mas, o banco não cedeu nem uma vírgula - tive oportunidade de ir a uma reunião com o Montepio e eles são horríveis, frios, insensíveis.... apetecia-me dizer-lhes umas quantas na cara mas, resolvi para bem da reunião, pôr um ar de jovem despassarado e submisso. Passado uns dias da reunião, recebemos uma carta de uma Agente de Execução, a dizer que tínhamos 20 dias para sair da nossa casa... tivemos que pôr advogada nisto, e lá ficou resolvido. Entretanto, já conseguimos vender a casa a um casal muito simpático - isto é, já foi assinado o Contrato de Promessa Compra e Venda e, daqui a um mês, sensivelmente, será a escritura final...

Porém, ainda estamos sem casa para onde ir. Temos em vista uma ou duas casas mas, ainda nada está garantido. Entretanto, temos feito tudo para vender o que temos em casa. Já percebemos que, para onde quer que vamos, será sempre uma casa mais pequena que esta e, portanto, estamos a fazer todos os esforços para vender não só moveis, mas também o recheio da casa... Enfim, não está a ser fácil. =/

A minha mãe demonstra, já há algum tempo, o desejo de eu sair de casa; nós iremos para um T1 e o meu quarto será a sala e, diz a "toda a gente", que eu não ficarei a viver com ela por muito tempo... pois, ela está pronta para me dar um chute no traseiro... ela anda a avisar e sei que o fará. Quando temos discussões mais acesas, ela expulsa-me de casa.... enfim, tenho de começar a pensar seriamente em ir viver sozinho mas, as rendas são tão altas e... baaaahhhhh!!

Uma das músicas que oiço, antes de ir para as aulas.




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

P.S. - Faz hoje 30 anos que Portugal aderiu à União Europeia! Weeeeeee! XD

sábado, 2 de janeiro de 2016

Novo Ano c/ Arte

Boa noite!

Nada melhor do que começar o ano com... arte - porque os filmes falam de nós mesmos.

No 1º dia do ano, deparei-me num momento de Zapping e, na RTP estava a dar este filme, com uma das melhores actrizes portuguesas - Maria do Céu Guerra. Esta actriz tem uma componente artística extraordinária que, sempre que a vejo, faz-se chorar - tamanho o sentimento que nos transmite (ou minha fragilidade?!). Comecei a ter mais atenção a esta musa, quando fui ver o Felizmente há Luar!, na Barraca. Esta mulher é... meu Deus - fantástica!

Este filme é tão puro, bondoso, simples e verdadeiro, que é impossível não ficarmos sensíveis à sua história! Mas fica uma dica p'ro Jó - Nunca devemos misturar o nosso trabalho, com a vida amorosa - dá sempre merda (ouve o AG, que tem sempre razão!! lol)!



E hoje, vendo a SIC, Ao encontro de Mr.Banks, conta uma história... que por estar bem contada ou por amanhã ser o primeiro ano do seu falecimento, me tenha tocado tanto... que só me dava vontade de chorar (estarei a tornar-me um lamechas?????!!!! [o motivo pelo qual ela não gosta de vermelho, nem de pêras... a música do papagaio..... a música do papagaio!!]). Mas, sempre que via o Colin Farrell, lembrava-me sempre da sua enormeeeeeee qualidade, e lá em animava! XD



Mas o que estes dois filmes têm em comum (para além de os recomendar!): contam a história de boas pessoas que, por motivos alheios, a sua alegria transforma-se em medo, formando um escudo e, nestes dois filmes, deparamo-nos com dois dos seus tipos.

E é este o meu maior desejo para 2016 - não ter medo.


Beijinhos e portem-se mal!! ;)

P.S. - Podia também falar-vos da Maléfica - em tudo vinha ao caso -, mas não vos quero maçar! Vão masé abanar os rabooooooos!! =)