Neste mês do Orgulho Gay, revelei NOVIDADES com 2 novas Parcerias com instituições LGBT's portuguesas! =D

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Eu bem te disse

Boa noite.

Sim, tenho medo do "eu bem te disse" mas, quem é que não tem?!

Ando bastante triste, parece que nada me corre bem.

Até agora só fiz um teste e já sei a nota: 9,75 valores. Porra, 9,75?? E esta é uma das disciplinas/cadeiras que melhor me adaptei na faculdade.... o que será das outras, especialmente, "daquela" que envolve contas? Estarei, certamente, chumbado à primeira volta! Estou triste por isso. Sinto que não estou a aprender nada de jeito e, assim, não tenho entusiasmo para estudar. Sinto que estou a aprender coisas que não me interessam para nada e, ponho cada vez mais em causa, eu e os meus colegas, o curso onde entramos visto que, não era a nossa primeira opção!

Cá em casa, afinal, não temos casa para onde ir viver.
A minha mãe chegou à conclusão que, a casa para onde iríamos era cara para a dimensão/localização. Lá voltamos à saga, "À procura de casa - Parte 2"... =(

A falta de dinheiro também está a ser complicada. Tive que pedir ao meu melhor amigo (visto que não peço à minha mãe), dinheiro emprestado para poder comprar o passe, para poder ir para a faculdade... Não gosto mas, não tenho dinheiro. Está a ser difícil.

Depois, ainda há a situação amorosa/afectiva. Estou solteiro há quase 2 anos. Há quase 2 anos não me sinto desejado, amado... e sem qualquer tipo de sexo - há quase 2 anos!
Nada disto está a ser fácil, sou uma pessoa de afectos e de dar/receber carinho e, estar assim há (quase) 2 anos, está a ser cada vez mais e mais complicado.


O que fazer?
Sim, tenho medo do "eu bem te disse".
Medo de ficar sozinho.
Medo de dizer tolices mas, o que fazer?


Com esta mistura de situações, não tenho qualquer entusiasmo para nada trata-se, como percebem, de um circulo-vicioso que, não sei como terminar com ele.

O que me resta se não seguir em frente?



Porque todos temos medo.





Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Ela está a chegar!

Olá!
Tudo bem??

Hoje irei falar sobre o tema mais evitável - e tenebroso - dentro da chamada "comunidade LGBT": a velhice!

Já todos nós sabemos o seguinte:

Bicha que é bicha... é jovem.
Bicha que é bicha... sai todos os fins-de-semana.
Bicha que é bicha... traí os "amigos" sempre que pode.
Bicha que é bicha... tem terror quando aparecem as primeiras rugas.

Bicha que é bicha... é idiota!
Porquê evitar o inevitável - a velhice?

Todos nós (eu e, até mesmo, tu), estamos a envelhecer, neste preciso momento. Estamos a perder elasticidade, visão, e todas essas coisas. Sabes porquê? Porque estamos a viver!

Juro que não percebo, o ódio - mascarado de dó e piedade - que, pessoas como nós, eu e tu - leitor -, têm em relação aos mais velhos; tratam-os de uma forma asquerosa e, como se algo lhes pegasse (como não lhes pegasse nada que possa existir, nos sítios que frequentam...) mas, esquecem-se que, um dia, vão, visivelmente, envelhecer.

O que significa isso?

> Perder a pele luminosa e sedosa;
> Ganhar perspectiva sobre as coisas da vida;
> Saber quem são os nossos verdadeiros amigos e
> Dar o verdadeiro valor ao que se merece - o que realmente importa, somos nós.

Vamos lá parar e pensar 5 segundos, sobre FACTOS LGBT's na velhice:

A probabilidade de suicídio aumenta  (tal como na adolescência). Mas devido a quê?

Surgimento de problemas de saúde, falecimento de amigos (e/ou do companheiro), desagregação social (aquando da perspectiva de se ir para um lar/centro de dia) e outras coisas mais.

Já não basta sermos marginalizados pela sociedade, para quê hostilizar dentro da nossa própria casa?

Meus queridos, trata-se, apenas e só, de uma consequência natural de estar vivo (como diria a tia Lili) e, todos nós, havemos de lá chegar. Como? Sempre lindos, maravilhosos e com um sorriso nos lábios, claro! =D


Deixem-se de coisas, e amem-se sem merdas!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Carris de 3ºMundo!

Olá olá!!

Hoje falarei sobre a nossa tão amada/odiada, CARRIS. Não, não vou buscar o "poder de argumentação" da Manuela Moura Guedes, sobre esta empresa que, agora, foi concessionada durante 8 anos, pela empresa espanhola Avanza; irei falar sobre a minha vivência nesta empresa que uso diariamente aqui, em Lisboa.

Ainda esta semana enviei para a CARRIS duas queixas sobre os seus serviços. Paga-se um dinheirão de passe e, eles, nem cumprem com os horários e a frota está a cair em avarias sucessivas (já para não falar da higiene)! Depois, para nos rirmos todos, fazem aquelas campanhas de "Caça às bruxas", isto é, "caça aos jovens brancos" porque sim, são eles que não pagam bilhete! Quando a fiscalização apanha uma pessoa que lhes faça frente a valer, apenas tem de ir comprar um bilhete e, não, não passam a multa! Mas, claro, a culpa é associada sempre aos jovens brancos que, com a publicidade vergonhosa que fazem dentro dos autocarros e, o clima que é incutido pela CARRIS, faz com que exista ódios geracionais ( + velhos VS + novos), não dando bom resultado.

Não nos podemos esquecer que, o clima de insegurança é notório, principalmente, para os motoristas. É sabido que, muitos deles, saíram da empresa por comum acordo, levando com eles baixas indemnizações e, com isso, foram fazer vida para os arredores de Londres, a conduzir autocarros públicos (e a ganhar 3x mais). Ainda curioso é que, agora, a CARRIS está com défice de motoristas... há autocarros que nem saem das estações, porque não há ninguém que os conduza.
Mais, muitos dos atuais motoristas andam a ser cuspidos e agredidos pela população, pelos constantes atrasos e por demais motivos (a culpa não é deles... não há é motoristas!). Assim sendo, os poucos motoristas que existem, ainda metem baixas psiquiátricas porque, não aguentam e, muitos deles, chegam a casa a chorar e com medo do dia seguinte. Quando um motorista pede ao seu supervisor para mudar de chapa (carreira), este recusa e ainda humilha-o perante as restantes pessoas presentes na estação de autocarros.

Eliminar carreiras? Não podem fazê-lo. Contratar motoristas? Não há orçamento para tal.
Tudo isto que está a acontecer é uma vergonha!

E sim, os motoristas da CARRIS ganham pouco para aquilo que fazem, e aturam, diariamente.

Não pensem que ganho alguma coisa por dizer isto, ou dizer outras coisas aqui, no meu blogue.
Tudo aquilo que faço referência neste cantinho, não ganho 1 cêntimo, nem ganho presentes...
Sim, ainda há gratuitidade neste mundo!


E porque isto tudo faz-me querer ir para Vayorken...




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Começou há um mês!

Olá, boa noite!
Como correu a semana??


É altura de fazer o balanço do primeiro mês de faculdade! Neste curto espaço de tempo, já houve tempo para tudo: rir, amar, chorar, reencontros e até desilusões.

Tenho gostado do curso onde estou. Apesar de não ter estudado muito o que já dei, tenho aprendido MUITA coisa. Estou com medo que não consiga fazer todas as cadeiras mas.... irei tentar. Os meus professores são, globalmente, incompetentes mas, alguns deles, até são simpáticos. lol

Sobre os meus colegas: tenho alguns que são altamente qualificados e, outros, uns parvinhos com mentalidade provinciana, a roçar à estupidez e à ignorância.  Mas, a conversar com uma colega, descobrimos que ela fez o 12ºano na mesma escola que eu e, a professora de Português do 12º dela, foi a mesma que a minha, mas no meu 11ºano!! xD Sobre homens giros: sim, tenho uns colegas muito bem feitinhos de cara e corpo (tenho lá um, que anda na Força Aérea e que, tem uns bicipes OMFG!!!). Certamente recordar-se-ão do gajo que já falei algumas vezes. Pois bem - há desenvolvimentos!

Eu já tinha falado dele, aqui e aqui mas, quando estávamos numa aula e, quando havia perguntas por parte da professora, eu tinha a sorte em acertar, o gajo ficou de orelha em pé e, começou a fazer-me perguntas sobre o assunto que estava ser falado na aula e, ele disse, que no fim queria falar comigo para me explicar melhor.

No fim da aula, fui com ele a uma livraria e no caminho lá falamos.... Ele estava a enrolar e a complicar a conversa e a dar exemplos e bla bla bla e eu: Vá, pára lá com os rodeios e fala comigo como deve ser. Eu sei que trabalhas X. X = uma das discotecas gays lisboetas. Ele fica em estado de choque.... deve-lhe ter caído tudo e depois riu-se de nervoso e, lá voltei à conversa, como se nada fosse - dando nome ao que antes era palha! Entretanto, ele começou a pensar que eu estava contra o que ele fazia mas, o que lhe queria fazer, era para ele ter noção do que faz e que, quem tem um trabalho tão visível quanto ele, nunca ficará invisível, quando quiser um "alto cargo na administração publica" ou um qualquer outro trabalho. Ele começou a dizer que não era bem assim e que as pessoas esquecem-se..... Enfim, eu fiz o que achei correcto: não se pode ser um santo durante o dia e à noite uma puta, sem as pessoas saberem de ambas as coisas - mais tarde ou mais cedo, TUDO se sabe e, quando se põe a jeito, ainda mais fácil e, na internet, nada é apagado!

Conclusão, a conversa foi tida a 30/09 e só voltou dia 06/10.... Quando voltou, tentei meter conversa (para esclarecer algum mal entendido) mas, ele evitava-me. Agora, ignoro-o. Apesar dele estar ao meu lado, parece que ele não existe - não trocamos uma única palavra. Enfim, ele que foda a vida dele à vontade. Pena das pessoas que só conseguem olhar dois palmos à frente..... Eu fiz o que devia e não estou arrependido. Ah, é verdade, ele disse às minhas colegas que esteve no Alentejo e, quando precisa de reflectir, isola-se do Mundo..... Eu a pensar: 'tá - ficaste foi balançado com o que eu te disse mas, os teus amigos da noite, lá deram a volta à tua cabeça e avisaram para te afastares de mim. E pronto, afastei-me.

Esta semana foi muito bombástica para mim (não esquecendo o meu último texto)... Contudo, há coisas boas!

Já temos casa para ir viver! YUPI!!! Não é grande coisa mas, tendo em conta a localização / estado da casa / preço / tempo apertado, foi o melhor que se arranjou!

Homens? Claro! Tenho conhecido alguns e, especialmente um musculado (um corpo divino!) e que, tem cérebro - vamos ver como corre!!

Digam-me lá se esta música não é digna de uma Eurovisão?

Já sabem, sempre que quiserem, podem escrever-me para: adolescentegay92@gmail.com


Ai o meu coraçãozinho...




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Demagogia, para quê?

Boa noite, meus queridos.

Estou em estado de choque. Nem sei bem o que dizer.
Fiz e refiz este texto inúmeras vezes.


Ontem soube de uma coisa que, preferia nem saber. Mas não me foi dito - eu vi! Vi o que, nunca esperava ver e, por consequente, veio dar-me razão aquilo que já pensava há muito mas... nunca quis esperar que fosse acontecer e, pior - eu ver.

Ver a queda - a pique -, de quem já amámos muito e...
Apetecia-me, como diz o meu melhor amigo "arrebentar a bomboca" mas....

Não o farei pois, para além de me desejar bem, gosto de mim.


Outra coisa que não percebo e, nem sei se algum dia entenderei, é como é possível a Coligação PSD/CDS ter ganho as legislavas (mesmo sem maioria). Mas esta gente anda a dormir? Mais: como é que é possível haver bichas, aliás, putinhas, filiadas nas juventudes dos partidos da direita e, falo concretamente, do Partido Popular? Como é que eles, enquanto homossexuais, podem defender, enquanto filiados partidários, situações opostos à nossa vivência? Como é que eles, utilizadores compulsivos dos sites de engates, conseguem ter algum crédito quando defendem ou acusam outras formas de vida? Como é que eles, enquanto homens, onde têm os colhões para admitirem aquilo que são!

Isto são coisas que me causam imenso desconforto e faz-me pensar que: Serei o único a ver isto? Estarei errado? Qual a necessidade de se exporem ao ridículo e de "tatuarem" o seu futuro de uma forma simplesmente básica e, que podia ser facilmente contornada? Começo a pensar que muita gente gosta de ser rotulada, pois devem pensar que, se o forem, fazem parte de alguma coisa - fazem parte de um circo que tende nunca acabar, pois enquanto houver ambições idênticas, é ciclo vicioso.


E porque sim...




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Não tenho corpo?

Ai isso é que tenho!

Tudo bem convosco?


Há uns tempos, disseram-me que não tinha corpo. Sabem que mais? Não me ofendi e até disse: não tenho mesmo corpo e nem pretendo te-lo! Confusos?

Fui "convidado" a aparecer numa sessão de esclarecimento sobre a Força Aérea. Óbvio que não quero ir para tal coisa (a não ser, claro, um homem que me leve aos céus!) e, visto que cheguei 2 horas mais cedo, e a sessão anterior nem tinha começado, enfiei-me para lá, para despachar-me mais depressa. Quem dava a sessão? Um homem com 1,90m, moreno do sol de Caparica, de T-shirt e com os braços tatuados, barba de 3 dias e lindo de morrer? Não! Uma gaja esquelética! Pelo amor de deus - assim nem dá vontade para nada!! =(

Ainda antes do inicio da sessão, fui convidado a sair e aparecer na minha hora marcada. Sai? Claro! Fiquei calado? Não! Comecei a dizer, a quem tinha aceite a minha entrada e que, passado uns minutos me expulsou, que eu não ando a brincar e que, para estar ali, estava a faltar às aulas no curso A, na faculdade B e que, não quero saber nada da Força Aérea! Onde fiquei? Mesmo há porta da sala, à espera que o tempo passasse. Ela disse para eu ir beber um café e voltar daqui a umas horas, ao qual respondi: "Tenho pressa! Vou ficar aqui à espera que chegue a minha vez!" traduzindo - Tu, minha puta de merda, estás a lixar-me? Pois bem, vou aqui ficar 2 horas e, se algum chefe teu fizer algum comentário, fodo-te! Minha vaca de merda! 'Tás fodida! (a notar-se as veias do pescoço!)

Passado um bocado, percebi que o chefe dela estava a falar de mim, com a gaja. Passado uns minutos, ela chamou-me:

Puta - Então o senhor não pode cá ficar...?
Eu - Se for da sua vontade, fico! Mas a sessão não me servirá de nada, eu estou a estudar...!
Puta - E o que estuda?
Eu - Métodos-ancestrais-para-matar-gajas-como-tu (lá lhe respondi o que queria saber)!
Puta - Ahh.... muito bem... Então pode ir embora...
Eu - Desculpe? Posso ir embora? De certeza? Estavas a gozar comigo?
Puta - Sim, diga-me só o seu nome....
Eu - Adolescente Gay
Puta - Pois... sim sim, pode ir. Você nem tem corpo para isto...
Eu - (Ficar ofendido? Eu queria era despachar-me daquilo! Não tenho corpo de atleta  de competição, mas não estou propriamente mal servido em atributos, especialmente, traseiros LOL) Sim, não tenho mesmo e não é minha vocação seguir este tipo de trabalhos...
Puta - Então, vá se lá embora e boa sorte.
Eu - Tem a certeza que posso ir embora? Estás a falar a sério? Fizeste-me aquilo tudo para nada?
Puta - Sim sim, sem problema.
Eu - Obrigado. Uffa!

Pus-me a andar dali com passo celérrimo, não fosse a outra mudar de ideias!!

Mas, apesar de tudo, vim tristinho... Não vi um único homem que se aproveitasse!


Por falar em corpos divinos (ou falta deles), para a semana falarei sobre o meu Papi...




Beijinhos e portem-se mal!! ;)