Neste mês do Orgulho Gay, irei revelar NOVIDADES com 2 novas Parcerias com instituições LGBT's portuguesas! =D

sábado, 13 de agosto de 2011

A shitty interview

Boas!

Desculpem a ausência, mas tenho estado bastante atarefado, entre o meu part-time, a minha vida, e o meu merecido descanso XD

Tenho de vos contar uma coisa. Coisa essa sem definição….. talvez “incredulidade” e “vergonha”…. Mas para quem?!

Eu, há uma semana atrás tive uma entrevista de emprego. Nunca tinha estado numa lol Eu resolvi ter um segundo part-time e a minha mãe arranjou uma entrevista, através de um conhecido dela, que por sua vez conhece um restaurante que precisa(va) de um funcionário.

Depois de muito contactar, consegui uma entrevista. Contactava para o numero móvel que tinha, mas nunca era atendido, ate que liguei para o restaurante e falei com a responsável. Percebi que não era necessária experiência na restauração, uffa xD Marcamos e lá fui eu…….

Cheguei ao restaurante 30 minutos antes da hora marcada. Fiz 15 minutos de tempo cá fora (chegar meia hora antes é muito… 15 ainda vá xD) e depois entrei.
Restaurante onde estavam 2 brasileiros (nada contra!) e disseram-me para esperar lá fora, que a responsável já estava a chegar. Assim foi. Tinham-me dito que era um restaurante de “requinte” e aquilo não estava a parecer-me lá muito bem…. A forma de eles me falarem e a decoração do restaurante.. :/ “Mas caga, estas aqui para trabalhar!” pensei eu. Lá chegou a responsável, pôs-me à vontade, disse-me para me sentar 2 vezes, só me sentei à segunda (não me parecia bem sentar antes dela….), na esplanada lá do sitio :) Ela tinha uma ficha de candidatura na mão. Deu-me para preencher, enquanto ela ia falando. Perguntou-me o que eu tinha já feito, e começou a dizer o valor do ordenado e horários. Perguntei-lhe se queria o meu currículo, ela disse que sim (enquanto ela me perguntou as minhas experiencias de trabalho anteriores), leu aquilo rápido e depois viu onde eu morava e perguntou-me: “Mas tu vivias nesta morada?!.... Agora vives aqui, é?” eu respondi “não não, vivo nessa morada…” Ela então perguntou-me: “para estares aqui hoje, apanhaste que transportes?” Respondi francamente: Metro, autocarro e eléctrico. Ela levantou-se, despedimo-nos e foi-se embora.

Sim, aconteceu mesmo isto.

A entrevista acabou quando eu lhe disse os meios de transporte que apanhei….. Eu não percebi o que se tinha passado, tentei logo ligar ao meu irmão, mas ele não me atendeu…. Durante todo o caminho para casa, fui perdendo a esperança (….?) de ser chamado e começava a achar aquilo tudo muito estranho… Em casa, com mais calma, revi a conversa e percebi que ela me mandou embora, pelo pretexto dos transportes….. Mas há nojo? Há nojo por quem anda de transportes??? Aquilo foi ridículo. Ao falar com um amigo e com o meu irmão, percebi que ela julgou-me por algo irrisório e que ela merecia uma valente conversa de descompostura! Durante a tarde, fui-me a baixo….. a entrevista tinha durante 2 minutos, e eu não estou a brincar, só falamos do que estava lá em cima. Comecei a questionar o meu valor…. Foi horrível…. Era preferível ela dizer-me: “não preciso de si.” Chorei a tarde e comecei a questionar o meu valor em todos os níveis (fazer introspecções é lixado xD)… Um dia para esquecer…. Uma entrevista que estaria “no papo”, tornou-se um pesadelo, que só dei por ele em casa…….

Mas que merda é esta?! Que mente têm estes gestores de meia tigela para tratarem assim as pessoas? O que ela me propunha de ordenado era algo ridículo! E iria trabalhar montes de horas!! Ela queria era a exploração total e viu que eu não era desses, presumo.

Não percebo…. Montes de jovens a querer um part-time… eu falo por mim! Tenho 19 anos, inspirações a vários níveis, empenhado, trabalhador… não tenho medo de trabalhar! Estudo, tenho um part-time e quero outro! Já me candidatei a Mc’s, lojas de vários tipos e .. nada! Percebo que há mais centenas de pessoas a fazer o mesmo, e com cursos, mestrados, sei lá….. mas não há lá um espacinho para um lavador de pratos?!..... Ridículo!


Quero dizer aos gestores de negócios deste País e que têm estas atitudes: VÃO À MERDA!


Recuperei daquela tarde….. não vai ser uma entrevista de merda que me vai estragar estes dias maravilhosos de Agosto! E eu não vou desistir!! =D


Beijinhos e portem-se mal!! ;)