Neste mês do Orgulho Gay, revelei NOVIDADES com 2 novas Parcerias com instituições LGBT's portuguesas! =D

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

3 anos, 3 fases

Boa noite.

Faz este mês, 3 anos, que estou solteiro. Esta publicação é mais do que uma reflexão, é um guia prático para o fim de uma relação que me tornou uma pessoa diferente, mas nunca deixando de ser quem sou: um homem.

Certamente recordar-se-ão do fim tão triste que teve a minha antiga relação mas, vamos por partes, pois a minha relação teve duas épocas. No início comecei a tomar fluoxtina e, a relação acabou 5 meses após o seu início. Pouco tempo de depois, voltamos - estivemos juntos mais uns 9 meses.

Após o fim da relação, fui obrigado a contar aos meus pais que sou gay e, acabei por desabafar com vocês, os motivos do fim da minha primeira e, até hoje, única relação. Ainda consigo lembrar-me das chamadas em alta voz que me fazia com o seu novo companheiro... a insultarem-me...

E assim começou a Fase Um - A Revolta!



Mas a vida continuou. Ainda tentei esclarecer as coisas, mas não valeu a pena. Apesar de tentar arranjar outra relação, continuava a ama-lo. Segui com a minha vida, enriquecendo os meus conhecimentos mas, a par disso, continuava a sentir falta de um abraço... Divertia-me com os meus amigos (coisa que já não fazia há muito!) e, entretanto, já tinha passado o primeiro ano de solteiro.

Entretanto o meu avô morreu, o meu pai saiu de casa, e os meus pais divorciaram-se mas, eu mesmo assim, tentava espairecer (mesmo com aquela pequena esperança...)... "acabei" por descobrir a "fama" dele no seu emprego tão bom e que ganhava tão bem - chamavam-lhe um aldrabão.

Ele ainda em Junho deste ano, enviou-me um e-mail em branco. Desestabilizou-me? Claro. Mas não pensei muito no assunto. Também soube que ele mudou de emprego e, agora, está à volta de Tupperware's - nada melhor que descer de cavalo para burro! Haja Deus!

Fase Dois - A Indiferença!



Sinto-me melhor agora. Sinto que, apesar de sozinho, e aos zig-zag's, consigo construir alguma coisa. Divirto-me como quero, com quem quero, e onde quero. Estudo e cresço. Tenho objectivos e desejos - ambições. Fortaleci, e gosto disso.

Não posso dizer que não cometerei os mesmos erros mas, pelo menos, já conheço as consequências.

Sinto-me preparado para o futuro. Estou menos fechado e, talvez pelo facto de não ter sexo há 3 anos (e sentir uma enorme falta disso!), faça-me estar mais liberto e pré-disposto a conhecer novas realidades - a necessidade aguça o engenho! Sem virar puta, sinto-me mais natural e menos retraído.

Voltei a valorizar-me enquanto pessoa, homem, e jovem que ainda sou. A vida é para se viver. =)

Fase Três - A re-valorização!



Beijinhos e portem-se mal!! ;)