Em Setembro, há NOVIDADES! Nova Parceria, Passatempos, e o início das inscrições de mais um evento da blogosfera portuguesa! =D

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Férias 2º Semestre

Olá!

O 2º Semestre da faculdade já terminou, e é altura de fazer um balanço destes meses tal como, deste 1º ano de vida universitária.

É sabido por todos vocês que o 1º Semestre não foi nada fácil. Assim, resolvi mudar de turma.
Com esta mudança, e tendo totalmente colegas novos, surgiu uma nova esperança, partindo do zero. A turma para onde fui, sabia dos problemas que houve anteriormente e acolheram-me muitíssimo bem. A turma tinha pessoas mais velhas, o que dava serenidade ao ambiente das aulas. Tinha também alunos deslocados, o que dava outra cultura às aulas. E, o melhor: havia gays e lésbicas mas, sobre isso, falarei mais à frente! =P

Neste semestre, continuei a achar os professores globalmente incompetentes! Contudo, achei as cadeiras um pouco mais trabalhosas, apesar de serem um pouco mais fáceis. Assim, neste semestre, tentei compreender melhor os meus professores e, tive pena de alguns, apesar de estarem limitados pedagogicamente, faziam o seu melhor e inclusive, tinham um certo à vontade para falarem um pouco mais da sua experiência profissional, comparando com os do semestre passado - o que foi bastante dignificante para nós.

Em relação às cadeiras, tinha uma professora bastante narcisista que, apesar de tudo o que aconteceu e dos olhares hostis com discussões algo acesas nas aulas, acabou por me passar (que foi uma surpresa! Ahahah!!). Tive ainda outro que, segundo todos nós (alunos), achávamos que era gay, apesar de ser casado e a sua mulher também dar lá aulas... mas enfim, tinha uma sensibilidade que fazia corar as maiores gayzões da minha faculdade! Por fim, mas não menos importante, tive um professor que me achava famoso e, ao longo de todo o semestre, tratava-me de forma diferente e, já explicarei um episódio que pode ser bastante revelador...!!!

Ao longo do semestre, fui-me aproximando dos novos colegas e, apesar de um inicio bastante convidativo, nas últimas semanas, comecei a perceber que "cortavam-me na casaca" e, nos trabalhos em grupo que estavam na recta final da sua entrega, excluíam-me para serem elas a "terminar o trabalho" - quando as principais ideias e trabalho de investigação tinha sido feito por mim! Detestei o que se passou e cheguei a confrontar as minhas colegas com isso mas, nenhuma quis tomar uma posição para me defender, ficando com a frase de "não leves as coisas tão a peito" - WTF?! Devo gostar de tudo o que me fazem? De ser pisado? Menosprezado? Não.

Dei o "grito do ipiranga" e, no ultimo trabalho a ser entregue, resolvi não participar na sua conclusão (já tinha participado inicialmente mas estava encarregue de dar a revisão final ao trabalho)! Meti mãos à obra e em 2 dias (com a ajuda do meu melhor amigo), fiz um trabalho que demora semanas a ser feito e com uma extensa bibliografia! O que eu fiz? Apresentei, sozinho, o meu trabalho! Qual era a cadeira? Bom, quando vi o Plano de Estudos para este semestre, era a cadeira que pensava que ia logo chumbar mas... foi a que tive melhor nota (não foi brilhante, mas foi minha!)! Tinha um trabalho para apresentar oralmente ao professor que me achava famoso e... correu bastante bem! Apesar de nervoso (apresentar um trabalho feito às "três pancadas", a uma cadeira difícil, oralmente, e assumindo todas as responsabilidades do mesmo) a coisa correu bem! Tivemos dentro da sala cerca de 1 hora e acabamos por fazer um pequeno balanço do que foi, para mim, ambos os semestres e disse, sem receios, o que me levou a fazer aquele trabalho sozinho e a reacção dele foi surpreendente!

"Tenho mais 10 anos que o Adolescente, e ainda não sou capaz de fazer o que você fez: ser capaz de enfrentar as pessoas, assumindo as responsabilidades... custa-me dizer a palavra «não» coisa, que sabe fazer. Nunca perca essa honestidade, principalmente consigo mesmo. Eu ainda tenho um longo caminho a percorrer." - estas palavras foram ditas por ele, quando conversávamos. Eu, no fim do 1º ano do meu curso, tinha estado em duas turmas em que em ambas não fui bem recebido. Será de mim? Será das pessoas? Muita gente com 30 ou 40 anos, dizem que as turmas do ensino superior actualmente, não são as mesmas do que antes: visam muito mais a competição sanguinária e nunca fazendo amigos - é o salve-se quem puder! Deste modo, no fim do semestre, soube-me mesmo muito bem ir fazer um tratamento de estética!! xD Tinha de limpar o corpo, e a alma!!

O prometido é devido e, tal como disse antes, irei falarmos dos meus colegas LGBT's!
Na minha turma havia, pelo menos e para além de mim, outros dois gays e uma lésbica. A lésbica foi uma das tais que deixou muito a desejar enquanto pessoa mas, os panisgas... ui! Quando fui para a turma, percebi que ambos (um com 40 e muitos e outro com 20 e muitos) não se falavam, mas só mais tarde percebi o motivo. O mais velho não falava a ninguém e, o mais novo, era uma puta mega rodada que, acabei por encontra-la no Arraial Pride deste ano contudo, penso que ele não me terá visto (era impossível eu não o ver: levava um blazer vermelho... eheheh)!

Quando está apontado o fado para mais 2 anos de estudo e, quando já tinha dito que não era um curso que gostava muito de fazer, resolvi voltar a fazer os Exames Nacionais para, assim, tentar tirar boas notas... sem sucesso. Fiz à mesma candidatura para o curso que gostaria, com as notas do ano passado e, vamos lá ver na próxima 2ªfeira, se entro ou não... =/

E porque às vezes o melhor que temos a fazer é arrumar o passado, para seguirmos em frente!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)