Até dia 25 de Maio, inscreve-te no 9º Jantar Anual da Blogosfera, a realizar-se dia 2 de Junho! Envia-me já e-mail para: adolescentegay92@gmail.com

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Variações - Associação de Comércio e Turismo LGBTI de Portugal

Olá rapazes!

Ontem estive presente na apresentação da Variações - Associação de Comércio e Turismo LGBTI de Portugal. Fui porque não basta haver palavras - é nas acções de cada um de nós que pode existir a diferença e nisso, sabemos muito bem o que é sermos diferentes. E a Variações veio... para ficar.
Variações - Associação de Comércio e Turismo LGBTI de Portugal
Apareci mesmo a tempo do lanchinho que tinham preparado antes da apresentação - óptimo, que a viagem até ao Fórum Lisboa, na Avenida de Roma, fez fome e um tipo não pode ficar sem comer muito tempo. Um copo de sumo de laranja e uma sandes de fiambre e queijo, deu ainda mais ânimo!
António Variações
Após as conversas habituais, e do reencontro de pessoas que começamos a ver neste tipo de encontros, onde se alia um bom ambiente a um espírito colaborativo ímpar, somos indicados a passar para o auditório, onde iria ser apresentada a mais esperada associação LGBTI de 2018 - a Variações!
O Presidente da Associação de Comércio e Turismo LGBTI de Portugal
Começou então a dar-nos as Boas-Vindas o Presidente da Variações, o sempre simpático (o sotaque ajuda!) Carlos Ruivo. Falou-nos dos objectivos a curto, médio, e longo prazo, e como Portugal tornar-se-á um país com melhor gestão da rentabilidade trazida pelos turistas e pelos nacionais, no que diz respeito ao comércio e turismo interno LGBTI. Somos hospitaleiros, e economicamente rentáveis!
A Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho
Tal também foi afirmado pela intervenção da Secretária de Estado do Turismo, onde num tom manifestamente entusiástico, revelou todo o interesse que o Governo tem nesta iniciativa, e como pode apoiar as iniciativas propostas pela Variações. Naturalmente que as iniciativas no âmbito desta associação, irão trazer melhoria e controlo no que diz respeito a este turismo tipicamente de qualidade.
Diogo Silva, Director Executivo da Variações
Logo a seguir, a intervenção do Director Executivo da Variações, Diogo Silva (quando um portuense sobe ao palco, a energia da sala melhora substancialmente!). Aqui, a intervenção foi mais expositiva, onde foram revelados números, formas de actuação, e o plano de intervenção dos próximos meses em Lisboa, Porto, e em todas as outras cidades do país - pois a associação tem uma cobertura nacional.
Os países cumpridores dos Direitos Humanos, são captadores económicos
Agora - e bem -, perguntam-me: O que é a Variações?

São um grupo de empresas, composto por mais de duas dezenas de empresários, que representam os principais actores nacionais do sector económico com produtos e serviços direccionados à população lésbica, gay, bissexual, transexual e intersexual (LGBTI).
No âmbito da promoção e do desenvolvimento destas actividades, constituíram uma Associação Empresarial, sob a forma de Associação de Comércio e Turismo, que pretende ser a voz credível e audível, a nível nacional e internacional, do mercado LGBTI em Portugal.

Têm como missão:

Impulsionar o crescimento sustentado dos operadores económicos que se dediquem ao mercado LGBTI, através da promoção de negócios e investimentos; da cooperação recíproca; da negociação e celebração de instrumentos de regulação colectiva de trabalho, da qualificação profissional; do aconselhamento técnico, jurídico e financeiro; da colaboração com organismos oficiais, governamentais, económicos, sociais e culturais na definição de políticas nacionais para o sector; e da articulação com instituições internacionais congéneres.
Acima de tudo promovem, interna e externamente, Portugal como um polo comercial e destino turístico LGBTI de referência.

Mas o que os motiva?

"Representamos a variação de mercado com o maior crescimento a nível global registado nos últimos anos e o público com maior potencial de crescimento no território Nacional na próxima década.
O público LGBTI é avaliado entre 8 a 10% da população numa faixa de rendimentos média/alta e na sua grande maioria "city-breakers". O que em termos nacionais representará perto de 1 milhão de potenciais consumidores.
A nível de turismo e atendendo a estatísticas internacionais (*), representamos um sector que dá oferta, tendencialmente marcada pela qualidade e rentabilidade acima da média, a 2 milhões de turistas que visitam Portugal anualmente, gerando 2 mil milhões de receitas do sector. É um público que se encontra ainda concentrado em zonas urbanas, sendo um dos nossos objectivos fazer com que cresça para o resto do país."

Agora, visitem o site da Variações, e ponham Like na sua página de facebook!

É vital que todos os projectos LGBTI, estejam ligados em rede, apoiando-se mutuamente. Ninguém é uma ilha, todos ganham com o sucesso uns dos outros. Até o mais rural artesão, ou o transeunte mais distraído de uma área urbana, são parte de uma engrenagem que envolve muitos milhões de euros, e onde todos são beneficiados: uma melhoria nos bens e serviços prestados nacionalmente, favorecendo assim melhores experiências aos LGBTI's nacionais, reflecte uma melhoria dos turistas internacionais dentro das nossas portas. Portugal, é um Amor a ser descoberto pelo Mundo! =D

Caso queiram falar comigo, também estou sempre disponível.
E-mail - adolescentegay92@gmail.com

Tal como António Variações, esta associação é pioneira em Portugal! Força malta!!! =D




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

(*) Segundo a OMT (Organização Mundial do Turismo):
> O turismo LGBTI representa 10% do fluxo anual de viajantes - correspondendo assim a 2 milhões de turistas que visitam Portugal anualmente;
> A OMT afirma também que o turismo LGBTI corresponde a 15% da facturação do sector - perfazendo assim uma estimativa de quase 2 mil milhões de euros em receitas de turismo em Portugal.