Neste mês do Orgulho Gay, irei revelar NOVIDADES com 2 novas Parcerias com instituições LGBT's portuguesas! =D

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

MOTELx 1/4 2016

Olá Olá!

Tal como prometido na semana passada, aquando da última publicação dos Saldos de Verão de 2016, disse-vos que, a partir de hoje e durante todo o mês de Outubro, as quartas-feiras seriam de terror... e não é que é verdade?! =)

Ao longo de quatro publicações, irei dar a minha opinião sobre o que foi o MOTELx deste ano e, fazendo claramente alusão aos filmes que tive oportunidade de ver, no Cinema São Jorge. Para quem não sabe, o MOTELx é o Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa e, este ano, foi a sua 10ª Edição, que decorreu entre 6 a 11 de Setembro em que eu, tive a oportunidade em lá ir, durante quatro dias consecutivos para ver alguns dos seus mais famosos filmes.
Eis os bilhetes dos filmes que fui ver dia 8 de Setembro, no MOTELx
Vamos começar pelo início do próprio início! Antes de começar o filme Psychonauts, fomos brindados por uma curta, a dark_net (do Reino Unido, 2015). Esta curta conta a história de um tipo que foi traído e que contrata um assassino pela internet, para matar o novo companheiro da sua ex-mulher... A curta é deliciosa e, ficamos a saber que até os assassinos, gostam de cãozinhos!! xD



E o meu filme começou. Para quem não sabe, Psychonauts (de Espanha, 2015), é a continuação da mesma banda desenhada que deu origem a um primeiro filme em 2010 (de seu nome "Birdboy") e que, esse primeiro filme, ganhou o troféu de Melhor Curta-metragem de Animação nos Prémios Goya 2012. Desta vez, o mesmo protagonista, vai para uma ilha devastada ecologicamente e vê-se confrontado com uma série de dilemas... Para ser franco, não gostei muito do filme. Sendo o único filme de animação do Festival, esperava bem melhor... achei a história fraca e sem grande espaço para um pensamento profundo.

E, a correr (literalmente!), subi as escadas do São Jorge para chegar bem a tempo do início do meu próximo filme! Mas antes, houve aquela que para mim, foi das curtas mais hilariantes de todas! =D

A curta, Portal To Hell!!! (do Canadá, 2015), conta a história de um porteiro de prédio apaixonado pela leitura e que, é constantemente chamado para resolver situações domesticas até que, uns inquilinos, resolvem abrir um portal para um outro mundo e... descobrimos como o "desenrascanço" resolve o problema! Aviso-vos que, esta curta, é de rir até doer a barriga!! É fantástica!! =)



Eis o filme que causou mais discussão. Para começar admito-o: Sim, para mim, é bom filme!

O filme mexicano deste ano, We Are the Flesh, conta a historia de um casal de irmãos que encontra abrigo num sitio onde já se encontrava um individuo. Aos poucos, os irmãos, começam a ajudar este homem a fazer uma gruta em forma de útero e, começa a incentiva-los, por exemplo, a praticarem relações sexuais. Analisando o filme na perspectiva de que esta é uma nova vaga de cinema mexicano, conseguimos perceber por que caminhos somos levados e o que querem que reflictamos.

Quando via a irmã a fazer sexo oral ao irmão, para mim não era sexo mas sim, a provocação, o proibido... incentivado pelo habitante da casa. Não devemos ver, neste filme, as cenas sexuais como sexo mas sim, como estados de um êxtase! Gostei do filme, não por me fazer imaginar um fim diferente, mas por me fazer discutir interiormente sobre ele durante, e após o mesmo.

É um filme que nos leva a um debate crítico sobre o que é (ou não!) a arte, ou o que são as suas expressões artísticas, e até que ponto as podemos considerar como tal.

Porque quero que reflictam: O que nos choca, pode ser considerado como arte?


Beijinhos e portem-se mal!! ;)

P.S. - Parabéns ao António Guterres, por ser o novo Big Boss da ONU!