Em Setembro, há NOVIDADES! Nova Parceria, Passatempos, e o início das inscrições de mais um evento da blogosfera portuguesa! =D

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

MOTELx 4/4 2016

Boa noite!

E hoje chegamos ao fim. Esta é, a quarta e última publicação sobre o MOTELx 2016.
Depois do dia 8, dia 9, e do dia 10 de Setembro serem relatados, hoje irei fazer as últimas duas críticas, correspondentes ao último dia de Festival. Mas vamos já a isso, sem perder mais tempo!
Eis os bilhetes dos filmes que fui ver dia 11 de Setembro, no MOTELx
In a Glass Cage (espanhol, de 1987), conta a história de um antigo médico de um campo de concentração nazi que abusava, torturava, e matava jovens rapazes. Depois de uma tentativa de suicídio fracassada, onde vivia actualmente e discretamente, fica ligado a uma máquina. A certa altura, aparece um jovem (Angelo) com o intuito de cuidar dele mas, as suas intenções eram outras...



O filme não é tão mau quanto o anterior todavia, continua a não ser bom (talvez seja dos planos fechados, não sei). Acaba por contar uma história com alguma (só alguma) lógica. Essencialmente, o Angelo foi violado pelo médico nazi e, agora, volta com o intuito de torturar, sendo ele também pedófilo e, fazendo com que a filha do médico, também o seja... Confundindo e baralhando: o médico nazi morre e, o Angelo, acaba por ter a seu lado a filha do tal nazi (e futura pedófila)... O filme acaba por ser um thriller, dos anos 80. Para a época, penso que não estivesse sido mau de todo... =/

E passemos para o segundo melhor filme deste Festival (o melhor foi o Under the Shadow)!



K-Shop (do Reino Unido), deste ano, conta a história de um jovem que está a acabar a sua tese e, por um acidente do seu pai, é forçado a voltar ao Reino Unido, onde vai ajudar a loja de kekab familiar. Após a morte do pai por uma discussão com uns jovens alcoolizados, o jovem resolve manter o restaurante aberto e acaba vingar a morte do seu pai... a vingança pode ser servida num kebab! LOL

O filme é muito bom! Durante o filme temos a sensação de já termos visto isto em algum lado (Sweeney Todd) mas, acaba-se por deglutir a "invenção" gastronómica. Todavia, o filme passa uma mensagem muitíssimo importante e que, através de algum humor, transmite-se: os excessos dos jovens (britânicos, neste caso) em relação ao álcool, à xenofobia, e ao sentimento generalizado de injustiça... Gostei do filme, não tanto pela sua aparência, mas pela sua mensagem (acabei por ter pena que o protagonista [que estava na nossa sala do MOTELx!], tivesse morrido...)!

Ao longo das tardes passadas no Cinema São Jorge, pude ver imensos actores, actrizes, músicos, realizadores, gente famosa, e gente-onde-não-tem-onde-cair-morta mas o que importa, é que todos nós, gostamos de cinema - e logo eu que detestava filmes de terror... Ahahahah! xD

Vem aí uma rubrica de sonho...
O barco mexicano Cuauhtémoc
                                                                                                                 ... mas só em 2017! =)


Beijinhos e portem-se mal!! ;)