Em Setembro, há NOVIDADES! Nova Parceria, Passatempos, e o início das inscrições do 1º Sunset Solidário da Blogosfera portuguesa! =D

terça-feira, 11 de julho de 2017

Montepio: cadê a cegonha?

Olá.

Não confio nos bancos. Aliás, há algum português que confie? Mas há um banco, em especial, que fodeu-me à grande! O Montepio recorreu a meios ilegais para fazer-me um despejo... ilegal!
Tramou-se, que eu só fodo o que quero e, o Montepio, não faz bem o meu género de homem!
Faz agora agora 2 anos que passei um Verão quente, contra o relógio. Aquando da separação (de facto) dos meus pais, havia um assunto para resolver: a casa. Para comprarmos a nossa casa XPTO, tivemos que recorrer a um empréstimo bancário (nós e mais todos os portugueses) onde, visto que a minha mãe ganhava menos que o meu pai e, visto que ele saiu de casa, a mensalidade da prestação da casa ficou diante um dilema... ou a minha mãe pagava a totalidade da prestação da casa e não pagávamos mais contas e nem comíamos ou, pagava metade da prestação mensal e conseguíamos viver - assim foi. O banco foi imediatamente informado de como seria a partir daí (escreveu-se uma carta ao gerente daquele balcão) mas... sermos honestos nem sempre é algo positivo!

O tempo foi andando, e a minha mãe foi continuando a pagar da prestação mensal, saiu a sentença de divórcio e ai as coisas começaram a azedar. Passado uns dias recebemos uma carta assinada por uma advogada do Montepio a indicar-nos que teríamos 2 meses para abandonar a casa, por valores em dívida. É difícil ver uma luz ao fundo do túnel, principalmente quando não percebemos de leis e temos de arranjar formas de elas estarem no nosso lado (se ainda houvesse advogados decentes... é que são todos maus ou caros!).

Por milagre (ou simples boa vontade?), não houve despejo. Conseguimos. A prioridade era vender a casa e assim, houve luz ao fundo do túnel... a luz é apenas e só composta de Amor, de pessoas - pessoas que nos ajudarem (em palavras e actos) que, sem elas, nada seria possível. Contudo, encontrar casas em Lisboa a um preço acessível é impossível -  tínhamos de ir para alguma casa depois de vender onde estávamos. Contudo, ainda houve espaço para uma Acção de Despejo ilegal por parte do Montepio onde, até uma advogada incompetente conseguiu que tal não acontecesse. O Montepio agiu de má-fé, foi negligente e uma série de umas tantas coisas puníveis. A casa vendeu-se e foi a altura de um novo início - vão se embora os anéis, mas ficam os dedos!

(Na véspera do 7º Jantar Anual da Blogosfera, recebi uma notícia definitiva... mas depois conto)

Já há muito que o Montepio tem dado notícias de falta de liquidez, onde se encontra em falência técnica. O pateta do Presidente do Montepio insiste, há mais de 2 anos, em dizer que o banco está bem... o banco, quis ficar com a minha casa com algum interesse; qual, não sei. No ano passado, surge uma nova notícia, em que o Montepio passou por uma reestruturação, com o fecho de balcões e despedimento de funcionários - isto acontece quando uma empresa está saudável? Mais recentemente, há a notícia em que a Santa Casa vai ser accionista do Montepio... WTF?!

Porque raio é que a Santa Casa vai entrar no Montepio, se aquilo está mal?? Para quê? A Santa Casa é uma instituição social, com fins bem claros... entrar num banco? E os valores estatutários da Santa Casa? O Montepio está mal, há anos, mas porquê entalar uma instituição social de extrema importância? O Montepio está mal, com uma crise de valores morais e financeiros há muito!

Apenas ponho uma questão: cadê a cegonha?

Este vídeo é como o banco: mesmo com várias alternativas... dá merda. E quem se trama, é o povo!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

P.S. 1 - E não é que continuo a ter uma gigantesca vontade em ter um cão? A minha mãe não quer! -,-
P.S. 2 - Fez ontem 1 ano que ganhamos o Europeu de Futebol! Weeeeeeeeee! "Ganhamos caralho!"