Até 27 de Outubro, participa por e-mail, no passatempo "The Lingerie Restaurant", serão oferecidos 2 jantares duplos: um em Lisboa, e outro no Porto! Boa sorte!

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Dia Mundial do Livro 4

Olá!

É já dia 23 de Abril que se comemora o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. Como tal, resolvi dar-vos 7 recomendações literárias, para comemorar os 7 anos deste blogue e para ser uma recomendação diferente por cada dia durante uma semana inteira. Ao contrário do Professor Marcelo Rebelo de Sousa, eu li  todos estes livros =)

A 4ª recomendação será para o livro "A Importância de ser Earnest e Outras Peças" de Oscar Wilde.

Este é um livro que tem 4 peças de Teatro. Sinceramente, acho que nunca tinha lido um livro que tivesse peças de encenação. É um exercício giro de fazer para quem lê sempre prosa.

A primeira peça tem o título de "O Leque de Lady Windermere" e conta a história de uma recém-casada que descobre que o seu marido dá imenso dinheiro a uma mulher que, contudo, acaba-se por descobrir que é a mãe dela e esta, tinha-a abandonado quando era ainda muito pequena.

excerto - "(...) Não penso agora que se possam dividir as pessoas em boas e más, como se fossem duas raças ou criações distintas. As mulheres que nós chamamos boas podem ter em si coisas terríveis, rasgos loucos de estouvamento, orgulho, ciúme, pecado. As mulheres más, como lhes chamam, podem ter em si mágoa, arrependimento, compaixão, sacrifício. (...)"

A segunda peça tem o título de "Uma Mulher sem Importância" e conta a história de um jovem que conhece um politico muito importante e este convence-o a ser seu secretário... contudo, era o filho que ele não quis saber há muitos anos atrás e agora queria reconquistar a sua confiança. Irá conseguir? Nop xD Pelo menos, o jovem, vai-se casar com uma americana muito rica! Ahahah

excerto - "Os homens querem ser sempre o primeiro amor de uma mulher. É a sua rude vaidade. Nós, as mulheres, temos um instinto mais subtil. O que queremos é ser o último romance de um homem."

A terceira peça tem o título de "Um Marido Ideal" e conta a história de um político exemplar na sua integridade e honestidade até que, um acontecimento do passado vem tentar abalar a sua famosa reputação na Câmara dos Comuns. Felizmente, conta com a ajuda do seu amigo Lord Goring que o irá ajudar... e muito - é uma personagem super divertida!

excerto  - conversa entre o pai (Lord Caversham) e filho (Lord Goring):

Pai - (...) Preciso de ter uma conversa séria consigo.
Filho - Meu querido pai! A esta hora?
Pai - Bem, senhor, só são dez horas. Que tem a objectar à hora? Acho que a hora é admirável.
Filho - Bem, pai, o facto é que hoje não é o meu dia de falar a sério. Sinto muito, mas não é o meu dia.
Pai - Que quer dizer?
Filho - Durante a temporada, pai, só falo a sério na primeira terça-feira de cada mês, das quatro às sete.
Pai - Bom, faça de conta que hoje é terça-feira.
Filho - Mas já passa das sete, pai, e o meu médico diz que não devo ter conversas sérias depois das sete horas. Faz-me falar quando estou a dormir.
Pai - Falar quando está a dormir? Que importa isso? Não é casado.
Filho - Não, pai, não sou casado.
Pai - É precisamente esse o assunto de que lhe venho falar. Tem de casar, e já! (...)

A quarta peça tem o título de "A Importância de ser Earnest" e conta a história de dois amigos (que se vem a descobrir serem irmãos) que vivem ambos uma vida dupla - uma na cidade outra no campo. Contudo, têm de revelar toda a história quando se querem declarar às suas futuras mulheres e aí, percebe-se o quão importante é de se chamar Earnest!...

excerto  - conversa entre o Algernon (Amigo e Irmão do protagonista) e Cecily (pupila do protagonista):

Cecily - (...) As três [cartas] que me escreveu depois de eu ter rompido consigo são tão belas, e têm tantos erros de ortografia, que mesmo agora quase não as posso ler sem chorar um pouco.
Algernon - Mas houve, então, rompimento entre nós[ele não fazia a mínima xD]?
Cecily - Pois houve. No dia vinte e dois de Março. Pode vê-lo, se quiser, anotado no meu diário. (Mostra o Diário.) "Hoje rompi com o Earnest [neste caso o Earnest é o Algernon]. Sinto que é o melhor que tenho a fazer. O tempo continua encantador."
Algernon - Mas romper comigo porquê? Que fiz eu? Não fiz absolutamente nada. Cecily, magoa-me profundamente saber que rompeu comigo. Demais a mais, com um tempo assim encantador.
Cecily - Para sermos noivos deveras é preciso haver pelo menos um rompimento. Mas ainda não tinha chegado ao fim da semana e já eu lhe tinha perdoado.

Meninos e meninas - aprendam! Tem de haver, pelo menos, um rompimento antes do casamento! xD
São histórias muito divertidas e com personagens bem fincadas! Recomendo!


Beijinhos e portem-se mal!! ;)