Queres enviar um comentário longo, desabafar, ou simplesmente conversar? Escreve para o meu e-mail: adolescentegay92@gmail.com

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Dia Mundial do Livro 7

Olá!

É já hoje, 23 de Abril, que se comemora o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. YUPI!!!! Como tal, resolvi dar-vos 7 recomendações literárias, para comemorar os 7 anos deste blogue e para ser uma recomendação diferente por cada dia durante uma semana inteira... que hoje chega ao fim. Ohhhhhhh

A 7ª recomendação será para o livro "A Arte Perdida de Guardar Segredos" de Eva Rice.

Quem é essa?
Eva Rice é autora de dois outros romances e um ensaio. Vive em Londres com o namorado, a filha, o cão e alguns canários. É filha de Tim Rice, o conhecido letrista.

Este livro narra a vida de uma jovem em Inglaterra, nos anos 50, em plena pós-guerra. Ela tinha um irmão adolescente e uma mãe que, apesar de nova, era conservadora. O pai, esse, tinha morrido na guerra. Esta jovem tinha uma vida pacata até conhecer uma outra jovem numa paragem de autocarro e convenceu-a ir de taxi a um lanche com a tia e o primo - a jovem envergonhada foi e apaixono-se pelo primo da sua nova melhor amiga. Contudo, esse primo, estava apaixonado por uma ricaça norte-americana. Então, o primo propôs à protagonista um dilema: se o ajudasse a fazer ciumes à americana, ela ia ver o concerto do brilhante Johnnie Ray! Conclusão, foi ao concerto, e foi beijada pelo cantor e ainda ganhou um namorado - o tal primo!!

Este livro fez-me chorar... o fim é magnifico. O falecimento da tia e o incêndio da casa da Milton Magna são grandes choques que o leitor passa, pois aprendeu a amar esses núcleos centrais da história - a representação do passado foi apagado e o que restava era apenas o futuro. Brilhante fim, brilhante!

Contudo, é um livro um pouco fútil... vejam um excerto:

   Ora eu não sou do tipo de pessoa que costuma meter-se em táxis com estranhos - esse comportamento é mais próprio do meu irmão Inigo. Tentei analisar o que me levava a agir de forma tão imprudente e não consegui descobrir. Afinal de contas, até ao momento em que vi Charlotte, o meu dia decorrera praticamente como todas as outras segundas-feiras desse ano - de manhã apanhara o comboio das oito e trinta e cinco de Westbury para Paddington, assistira ás aulas de Italiano e Literatura Inglesa em Knightsbridge até às três da tarde, depois passeara por Hyde Park, sonhando com Johnnie Ray e roupas novas. (...)

Ao longo desta semana fui-vos dando estas recomendações e, admito, têm uma ordem de qualidade/afinidade. Este é o melhor? Foi o que mais me tocou, pelo seu brilhante final!


Eis um vídeo do ídolo da protagonista, Penelope Wallace, o famoso Johnnie Ray:




Estes últimos 3 livros são especiais para mim, pois foram oferta do meu melhor amigo =)
Há um tempo encontrarmos e deu-me um embrulho, dizendo-me que era o meu presente de Natal, mas que tinha uma ordem especifica para desembrulhar. Abri e ele disse "Obrigado por seres meu amigo e por teres A Arte Perdida de Guardar Segredos. Espero que aches alguém e que ganhes As Assas do Amor e, assim, que encontres A Felicidade." Ele não é quem querido?? =)


Beijinhos e portem-se mal!! ;)