Queres enviar um comentário longo, desabafar, ou simplesmente conversar? Escreve para o meu e-mail: adolescentegay92@gmail.com

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Kurt Seligmann '49

Boas!

Continuando com o dia 23 de Maio, quando foi inaugurado o Novo Museu dos Coches e, dando seguimento à Charanga da GNR...

Graças a deus que aquilo acabou, no museu, e agora ia tudo em cortejo, que nem Fátima, para aquele enorme espaço de relva ao pé do Mc Donald's de Belém. E nós, também fomos. Aquilo só me fazia lembrar a procissão do adeus, contudo, vi deus. Deus não, deuses. Deuses não, homens. Homens... muitos homens! Como assim? Num dos restaurantes que tem esplanada para o mesmo local, havia um grupo de uns 10 homenzarrões, em tronco-nu (devido ao calor?!) e, alguns deles, tatuados - claro que fiquei logo vidrado neles, mas apenas ao longe..... aquelas preciosidades estrangeiras eram encantadoramente fascinantes e... cativantes!

Enfim, hora de almoço, altura de irmos ao Mc de Belém, que era logo ali ao lado. Sentamos-nos e, quem sentou-se ao pé de nós? Um gaijinho com uma T-shirt da "Pepe Jeans", que era muito girinho, apesar de ser demasiado imberbe para o meu gosto! Next!

Próxima paragem?
Centro Cultural de Belém, para a minha mãe ver a exposição do Berardo (que não conhecia).

Estávamos muito bem a ver a exposição até que, a minha mãe, comete um crime terrível! Quase me deu vontade de cometer um homicídio em série! Então não é que ela toca, sim, põe o dedo indicador, sobre esta tela de Kurt Seligmann de 1949 (quadro em baixo)?!?


162.8 x 188.5 x 3.2 cm

Quando ela ainda ia com o dedo ao quadro, já a mandava parar mas, já era tarde de mais.... passa o dedo e diz algo interrogativa "Isto é mesmo de tecido.... hm....". Olho-a com uma cara de a querer esganar e ela diz-me "Olha, já está! Sabes, é que nem parecia uma tela...". Olho-a novamente e começo a estrebuchar e a dizer-lhe que não pode tocar em nenhuma peça, muito menos quadros... quadros esses que valem uma fortuna! E digo-lhe, sabes o que acabaste de fazer? "Deixei uma impressão digital!" ela diz isto a rir-se, e eu, passado.... eu só lhe dizia "Isto devia ter câmaras de vigilância e obrigarem a pagar-te o restauro ao quadro por aquilo que fizeste.....". Enfim, passei-me, mas também passou-me (tinha outro remédio?).

Depois fomos aos pastéis de Belém.... credo, como eu adoro aquilo.... claro que têm de estar cheios de canela e açúcar! Hmmm! Lembro-me de, há uns anos, ter lá ido com um tipo que era um gentleman por fora... mas, enfim, muito pacóvio por dentro!.... Boringggggg!!!!

Nesse dia foi a Final da Eurovisão da Canção e, para o nosso colesterol subir aos píncaros, encomendamos uma Pizza. O motard que veio entregar, não parava de olhar fixamente para mim (até estava constrangido!), depois, dei-lhe uma gorja e então, ele lançou-me um sorriso encantador e muito charmoso..... para ajudar à festa, pareceu-me que não queria ir embora.... Surreal. Pior foi mesmo eu não ter conseguido ver a actuação francesa pois, foi mesmo nesse momento, que ele chegou com a Pizza!! Mas o sorriso do homem compensou - ele era tãooo girooooooo! Uhau! =D


Beijinhos e portem-se mal!! ;)