Até 27 de Outubro, participa por e-mail, no passatempo "The Lingerie Restaurant", serão oferecidos 2 jantares duplos: um em Lisboa, e outro no Porto! Boa sorte!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A minha melhor amiga

Bem, como sabem, a minha melhor amiga é a MC. É uma rapariga porreira e muito inteligente. É uma rapariga de dezasseis anos e que esta no décimo ano, tendo excelentes notas!
Nós nunca fomos colegas de turma. Conhecermo-nos no ATL (Actividades de Tempos Livres), que basicamente é uma fonte de rendimento para estudantes universitários, para a ajuda de pagar a mesma. E os pais estão descansados com a “segurança” dos filhos.
Conhecemo-nos há cerca de sete anos atrás. Lembro-me de coisas fantásticas, de momentos que passamos juntos, e de conversas que tivemos. Lembro-me de á sete anos (sei, porque foi o ano em que a conheci lol), no dia de Halloween, andamos pela escola com uma vassoura no meio das pernas, a correr. Era noite serrada e éramos cerca de cinco, numa vassoura lool foi um momento que nunca me esqueci. A escola era à noite frequentada por uns senhores que se vinham injectar (não se preocupem! Era uma excelente escola, nunca aconteceu nada de mal a qualquer aluno. Como a escola é enorme, o Guarda-Nocturno tinha dificuldades em vigiar toda a escola), portanto nós estamos com a adrenalina em alta! Podíamos encontrar algum! (loool) As monitoras, à porta do pavilhão a riam-se! A única luz que víamos era do pavilhão, o recreio era enorme, portanto, junto das grades da escola estava escuríssimo! Divertimo-nos tanto! Andamos assim bastante tempo, feitos estúpidos, numa vassoura no meio das pernas, a rirmo-nos ás gargalhadas!
Outro momento marcante foi o dia que lhe disse que era gay. Custou-me tanto! Foi tão doloroso! Pensei em desistir, mas não o fiz! Foi no dia três de Março de dois mil e seis (esta a fazer três anos). Numa tarde de sexta-feira (era o dia que dava para os dois, tínhamos ambos um furo nessa hora), na nossa escola (na que ando actualmente), perto de um banco, o chão estava cheio de poças. E contei-lhe (depois conto os pormenores). Ela deu-me o maior “apoio” possível.
As vezes lá estou com uma vontade incrível de desabafar, e lá esta ela, pronta para me ouvir e as vezes, dar-me um raspanete! lool Mas ás vezes preciso mesmo!
Tenho tido nos últimos tempos, problemas graves de saúde. Não eu, mas pessoas muito próximas de mim, e que me deixam, não muito bem (como devem calcular).
Por tudo isto e ainda mais – OBRIGADO MC!
Beijinhos e portem-se mal!